Usar a velocidade das páginas na classificação da pesquisa para dispositivos móveis

Quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

As pessoas querem ter um acesso rápido às respostas que procuram. Estudos indicam que a velocidade das páginas é uma prioridade para os usuários. Embora esse critério já seja usado na classificação há algum tempo, o uso da velocidade como indicadorera concentrado nas pesquisas feitas em computadores. A partir de julho de 2018, a velocidade das páginas será um fator de classificação das pesquisas para dispositivos móveis.

Essa atualização só afetará as páginas com as experiências do usuário mais lentas. Além disso, somente um pequeno percentual das consultas será afetado. O recurso aplica o mesmo padrão a todas as páginas, independentemente da tecnologia usada na criação. A intent da consulta de pesquisa é um indicador muito forte, então uma página ainda pode ter uma classificação mais alta caso tenha um conteúdo muito bom e relevante.

Recomendamos que os desenvolvedores analisem o desempenho e o efeito que ele tem na experiência do usuário na página. Além disso, também sugerimos considerar diversas métricas de experiência do usuário. Não existe uma ferramenta que indique diretamente se uma página é afetada por esse novo fator de classificação. Mesmo assim, é possível usar alguns recursos para avaliar o desempenho da página.

  • Relatório de experiência do usuário do Chrome: é um conjunto de dados públicos sobre as principais métricas de experiência do usuário em destinos comuns na Web, usando o Chrome em condições reais.
  • Lighthouse: esse recurso automatizado faz parte das Ferramentas do desenvolvedor do Google Chrome e é usado para auditar a qualidade (desempenho, acessibilidade e mais) das páginas da Web.
  • PageSpeed Insights: essa ferramenta indica o nível de desempenho das páginas no relatório de experiência do usuário do Chrome e sugere otimizações.

Como sempre, se você tiver perguntas ou comentários, acesse nossos fóruns para webmasters.