Visão geral da API Attribution Reporting para a Web

Meça quando um clique ou uma visualização no anúncio leva a uma conversão, como uma compra no site de um anunciante.

A quem se destina?

Aqui você vai encontrar os conceitos básicos da API Attribution Reporting e alguns conceitos subjacentes, mas sem muitos detalhes técnicos.

Os anunciantes e editores que dependem de plataformas de tecnologias de publicidade para medir conversões não precisam usar a API diretamente. Caso sua adtech queira fazer a integração com essa API, pode ser interessante entender como os Relatórios de atribuição funcionam.

O que é a API Attribution Reporting?

Atualmente, a medição de conversões de anúncios geralmente usa cookies de terceiros. Os navegadores estão restringindo o acesso a cookies de terceiros porque eles podem ser usados para rastrear usuários em sites e prejudicar a privacidade deles.

A API Attribution Reporting permite essas medições que preservam a privacidade, sem cookies de terceiros.

Essa API permite que anunciantes e provedores de adtech meçam as conversões nos seguintes casos:

  • Cliques e visualizações do anúncio.
  • Anúncios em um iframe de terceiros, como anúncios em um site de editor que usa um provedor de tecnologia de anúncio terceirizado.
  • Anúncios em um contexto próprio, como anúncios em uma rede social ou página de resultados de um mecanismo de pesquisa, ou um editor que veicula os próprios anúncios.

Se você não conhecer alguns desses termos ou conceitos, consulte o glossário do Sandbox de privacidade.

Testar a API

  • Teste localmente no seu navegador. Defina uma sinalização, que instrui o navegador Chrome a ativar recursos experimentais específicos.

Se você tiver interesse em testar a API, acesse Relatórios de atribuição: experimente e participe.

Mudanças na API

Disponibilidade

Proposal Status
Conversion journey: app-to-web
Web explainer and Android explainer
Mailing list announcement
Available in Chrome and Android for origin trial
Conversion journey: cross-device
Explainer
This proposal has been archived. There are no current plans for implementation.
Preventing invalid aggregatable reports using report verification
Explainer
Expected in Chrome in H1 2024
Default allowlist for the Attribution Reporting API Permissions-Policy will remain *
Mailing list announcement
Available in Chrome in Q1 2023
Configurable Event-Level reporting epsilon
GitHub issuek
Available in Chrome in Q4 2023
Padding for Aggregatable reports payload
Updated explainer
Available in Chrome in Q4 2023
Phase 1 Lite Flexible Event-Level
Flexible event-level configurations explainer
Available in Chrome in Q4 2023
The ability to customize the number of attribution reports and the number/length of reporting windows.

Available in Chrome in Q1 2024
The ability to customize the number of bits of trigger data.
Support for Attribution Reporting debugging after third-party cookie deprecation
Seeking feedback on GitHub
Expected in Chrome in H1 2024
Support for Attribution Reporting API and Aggregation Service for Google Cloud
Attribution Reporting API Explainer
Aggregation Service Explainer
Available in Chrome in H2 2023

Casos de uso e recursos

A API Attribution Reporting oferece acesso a diferentes tipos de insights com dois tipos de relatórios que podem ser enviados a um anunciante ou a um provedor de adtech de terceiros. Esses dois tipos de relatório podem ser usados simultaneamente e se complementam.

  • Os relatórios de eventos associam um clique ou uma visualização específica do anúncio (no lado do anúncio) aos dados do lado da conversão. Os dados de conversão são muito limitados e geram ruído. Isso significa que, em uma pequena porcentagem de casos, dados aleatórios são enviados em vez de relatórios reais. Isso preserva a privacidade do usuário impedindo a mesclagem de identidades do usuário nos sites. Como proteção extra de privacidade, os relatórios são enviados com um atraso.
  • Os relatórios de resumo não estão vinculados a um evento específico no lado do anúncio. Esses relatórios fornecem dados de conversão mais completos e com maior fidelidade do que os relatórios de evento. Uma combinação de técnicas de privacidade ajuda a reduzir o risco de mesclagem de identidades entre sites.

Relatórios de eventos

Os relatórios de eventos associam um clique ou uma visualização no anúncio a dados de conversão aproximados.

Relatório de eventos
Exemplo de relatório de eventos: o ID de clique 200400600 em news.example (anexado ao ID de usuário Bob_Doe em news.example) levou a uma compra em shop.example.

Os relatórios de eventos são adequados para:

  • Otimização. Responda a perguntas como "Como posso melhorar meu retorno do investimento?". Em particular, esses relatórios podem ser usados para otimizar o posicionamento do anúncio, já que IDs exclusivos do anúncio podem ser disponibilizados neles. Os relatórios de eventos podem fornecer dados de treinamento para modelos de machine learning.
  • Relatórios gerais, em que poucas informações são necessárias sobre a conversão. O limite atual é de 3 bits de dados de conversão para cliques⏤. Isso significa que uma conversão pode ser atribuída a uma entre oito categorias⏤e um bit para visualizações. A codificação de dados granulares do lado da conversão, como um preço específico ou data/hora da conversão, não é compatível com relatórios de evento.
  • Detecção de fraude: Os dados de alguns relatórios podem ser úteis para detecção e análise de fraudes de anúncios, permitindo que você entenda padrões que podem ser usados para identificar atividades inválidas ou com spam.

Relatórios de resumo

Os relatórios de resumo (anteriormente conhecidos como relatórios agregados) oferecem dados de conversão mais detalhados e mais flexibilidade para unir dados de clique ou visualização e de conversão.

Saiba mais sobre os relatórios de resumo.

Exemplo de insights de relatórios de resumo.
Confira um exemplo de insights dos relatórios de resumo: a CampaignID 1234567 em news.example gerou 518 conversões em shoes.example e um gasto total de US $38.174. Metade das conversões foi de usuários em Nova York, EUA.

Os relatórios de resumo são mais adequados para casos de uso de relatórios. Esses relatórios ajudam a responder perguntas como: "Qual é meu retorno do investimento?"

O uso de relatórios de resumo para otimização, por exemplo, para otimizar um valor de compra, que não é compatível com relatórios de evento (porque os dados de conversão são muito aproximados), é uma área de pesquisa ativa.

Outros recursos

Outros recursos dessa API incluem:

Suporte ao navegador

Embora as duas APIs sejam diferentes, o Chrome e o WebKit estão trabalhando juntos para simplificar a experiência do desenvolvedor, por exemplo, alinhando os nomes dos atributos e a estrutura JSON para relatórios.

O conjunto de recursos da API Attribution Reporting é diferente daquele da API Private Click Measurement proposta pelo Safari e pelo WebKit. Mais especificamente, com a API Attribution Reporting:

  • A medição de visualização completa é compatível.
  • É possível fornecer relatórios de eventos.
  • Os relatórios de resumo contêm informações valiosas sobre o lado do clique/visualização e da conversão.
  • Terceiros, como plataformas de adtech, podem receber relatórios em nome de editores e anunciantes.

Configuração do navegador

  • Os usuários podem desativar a API nas configurações do usuário em chrome://settings/adPrivacy.
  • A API não está ativa no modo de navegação anônima.
  • A API não fica ativa quando os cookies de terceiros estão desativados.

Como os sites podem controlar o acesso?

Se a API estiver disponível em um determinado navegador, ela vai estar disponível por padrão em qualquer site, tanto em documentos e scripts de nível superior quanto em iframes de mesma origem.

Terceiros arbitrários, por exemplo, iframes de anúncios de origem cruzada que não foram adicionados à página com um script com acesso de nível superior, não podem usar a API sem o conhecimento de um editor ou anunciante. Nesses iframes, a API Attribution Reporting precisa ser ativada explicitamente com a política de permissões.

<iframe src="..." allow="attribution-reporting"></iframe>

Terceiros com acesso de nível superior que adicionam iframes de origem cruzada a uma página também podem ativar a API Attribution Reporting com a política de permissões.

Um site pode desativar a API Attribution Reporting para todas as partes, incluindo scripts com acesso de nível superior, enviando o cabeçalho de resposta HTTP:

Permissions-Policy: attribution-reporting=()

Como a API Attribution Reporting funciona?

A API Attribution Reporting permite medir dois eventos vinculados: um evento no site de um editor, como um usuário visualizando ou clicando em um anúncio, com uma conversão subsequente no site de um anunciante.

Relatórios de eventos

relatório de evento
Os relatórios de eventos são gerados da seguinte maneira
:o navegador associa cliques ou visualizações aos dados de conversão definidos por uma adtech.
Depois, o navegador envia os relatórios resultantes para um endpoint predefinido, com certo atraso e ruído.

Relatórios de resumo

Geração de relatórios de resumo

Os relatórios de resumo são gerados da seguinte forma:

  • Um usuário clica ou visualiza um anúncio especialmente configurado. O navegador no dispositivo local do usuário registra esse evento junto com os dados de configuração de atribuição pré-especificados.
  • Depois, quando o usuário faz uma conversão, o navegador faz a correspondência desse evento detalhado de clique ou visualização (conhecido como evento da fonte de atribuição) com dados de conversão detalhados (conhecidos como dados do acionador de atribuição). As dimensões de detalhes capturados são predefinidas por uma empresa de adtech, e o navegador segue uma lógica específica definida pela adtech e gera esses dados em um relatório agregável.
  • Os relatórios agregáveis são criptografados pelo navegador e enviados a um servidor de adtechs. No servidor de adtechs, os relatórios agregáveis são enviados ao serviço de agregação para gerar um relatório de resumo.
  • Os relatórios de resumo são disponibilizados para a adtech. Eles não são atrasados na mesma medida que os relatórios de eventos.

Leia mais sobre os relatórios de resumo.

Privacidade

Ao contrário dos cookies de terceiros, a API Attribution Reporting permite que as empresas de publicidade recebam insights sobre conversões sem rastrear a atividade de uma pessoa em sites.

Vamos usar uma pessoa chamada Bob. Bob vê um anúncio enquanto lê as notícias no news.example. Uma semana depois, Beto compra sapatos no shoes.example.

Hoje, essa conversão é rastreada por um cookie de terceiros usado como um identificador entre sites. Com os cookies de terceiros, uma empresa de adtech pode acessar muitos detalhes sobre a atividade de Beto no news.example e no shoes.example. A adtech pode mesclar essas informações para criar um perfil detalhado de Bob, incluindo a localização, os hábitos de navegação e as leituras preferidas dele em news.example. Esse perfil também pode incluir compras, atividades e informações de cartão de crédito em shoes.example. Essa junção entre sites é útil para medir as conversões de anúncios. Mas isso prejudica a privacidade do usuário: a atividade de Bob é rastreada em vários sites com um alto nível de detalhes.

Visualização lado a lado da Web atual (identidade combinada) e da Web do futuro (identidade particionada)
Visualização lado a lado da Web atual (identidade combinada) e da Web do futuro (identidade particionada)

Uma pequena quantidade de informações é unida entre os sites, o suficiente para medir as conversões, mas não o suficiente para rastrear a atividade de Beto nos sites em detalhes. A atividade de Beto em news.example e shoes.example permanece separada.

Proteções em cada tipo de relatório

Os relatórios de evento vinculam um identificador do anúncio a uma pequena quantidade de dados de conversão. Embora eles forneçam informações entre sites sobre uma conversão, as informações da conversão são muito aproximadas para unir a identidade do usuário em todos os sites.

Os relatórios de resumo oferecem insights detalhados, mas apenas em nível agregado. Como o conteúdo desses relatórios agregáveis é criptografado quando é enviado às adtechs, a adtech não pode receber nenhuma informação dos relatórios sem usar um serviço de agregação. O serviço de agregação só dá acesso a dados agregados com ruído.

Outras proteções de privacidade, como limitações de taxa, são impostas aos relatórios agregados e no nível do evento.

Em detalhes: relatórios de eventos e privacidade

Os relatórios de eventos oferecem insights de conversão sem rastrear os usuários nos sites seguindo estes mecanismos de privacidade:

  • Nenhum identificador entre sites é usado e nenhuma atividade detalhada de navegação entre sites sai do dispositivo.
  • Os relatórios de eventos associam 64 bits de informações no lado do anúncio (news.example) a apenas 1 ou 3 bits no lado da conversão (shop.example). 64 bits são informações suficientes para serem mapeados para um identificador de usuário individual, mas esses 64 bits só podem ser vinculados com poucas informações entre sites: 1 ou 3 bits, que não são suficientes para conter um identificador.
    • Os 64 bits do lado do anúncio não são informações novas. Um User ID já pode estar disponível no lado do anúncio hoje. news.example ou adtech.example já sabe sobre a atividade de um determinado usuário no news.example.
  • Outras proteções são aplicadas para evitar abuso e rastreamento entre sites:
    • Os relatórios são enviados com um delay.
    • Os dados de conversão recebem ruído: em uma determinada porcentagem do tempo, relatórios falsos são gerados.
    • O número de relatórios de conversões atribuídas é limitado por clique ou visualização.

Detalhes: relatórios de resumo e privacidade

Os relatórios de resumo associam um evento de clique ou visualização a dados de conversão detalhados. Elas oferecem insights de conversão sem rastrear os usuários em todos os sites usando os seguintes mecanismos de privacidade:

  • Nenhum identificador entre sites é usado.
  • Cada atribuição pode fazer várias contribuições para um relatório de resumo resultante. Qualquer usuário pode acionar várias atribuições para um determinado clique (ou visualização) e conversão.
  • Os dados são agregados ao nível de muitos eventos (muitos usuários) e nenhum evento individual pode ser observado com precisão. Ao analisar os dados agregados, à medida que o nível de detalhes aumenta, o ruído relativo nesses dados também aumenta. Frações de dados que agregam muitos eventos e usuários são mais precisos para preservar a utilidade.
  • Os relatórios brutos que associam um evento detalhado de clique ou visualização a dados de conversão detalhados são criptografados e não podem ser lidos pela empresa de adtech. Esses dados só podem ser lidos pelo serviço de agregação.
  • Outras proteções são aplicadas para evitar abuso e rastreamento entre sites:
    • Os relatórios são enviados com atrasos aleatórios.
    • Consultas em diferentes frações dos dados têm limitação de taxa.

Interaja e compartilhe feedback