Agradecemos seu interesse na nova documentação da plataforma de tags do Google. Este site está na versão Beta pública. (Feedback)

Criar uma variável personalizada

Mantenha tudo organizado com as coleções Salve e categorize o conteúdo com base nas suas preferências.

Este guia mostrará como criar um modelo de variável personalizada. Essa variável usa uma matriz de valores e retorna como uma string separada por vírgulas.

  1. Para começar seu primeiro modelo de variável, clique em "Modelos" na navegação à esquerda e no botão Novo na seção Modelos de variável.

  2. Na guia Informações, defina o nome e a descrição da variável.

    O nome será apresentado aos usuários quando eles implementarem essa variável em toda a interface do usuário do Gerenciador de tags.

    A descrição é exatamente o que parece, uma breve descrição (200 caracteres ou menos) do que a variável faz.

  3. Clique em Atualizar para visualizar seu modelo.

    À direita dos campos de entrada, há uma janela Visualização do modelo. Sempre que acontece uma alteração no editor, o botão Atualizar é exibido. Clique nele para ver os resultados das suas mudanças na aparência da tag.

  4. Clique em Campos para adicionar campos ao seu modelo de variável.

    A guia Campos do Editor de modelos permite criar e editar campos no modelo de variável. Os campos são usados para inserir dados personalizados, como o ID de uma conta. Você pode adicionar os elementos de formulário padrão, como campos de texto, menus suspensos, botões de opção e caixas de seleção.

  5. Clique em Adicionar campo e selecione Tabela simples. Substitua o nome padrão (como simpleTable1) por list. Em Visualização do modelo, clique em Atualizar.

    Faça o mesmo em uma entrada de texto e chame-a de array. Além disso, nomeie duas caixas de seleção como use_array e sort, e uma entrada de texto como delimiter. Atribua ao delimiter um valor padrão de ",". Basta clicar no ícone de engrenagem, ativar Valor padrão e preencher o novo campo de entrada "Valor padrão".

  6. Clique na guia Código e insira o JavaScript no modo sandbox no editor:

    var input = data.array;
    
    if (!data.use_array) {
      input = [];
      for (var i = 0; i < data.list.length; i++) {
        input.push(data.list[i].values);
      }
    }
    
    if (data.sort) {
      input.sort();
    }
    
    return input.join(data.delimiter || ',');
    

    O código dessa variável é bastante simples, mas há pontos importantes para destacar:

    • Campos data.

      Há alguns campos que estão sendo acessados fora do data global. O campo data inclui os valores que você configurou na etapa anterior. É por isso que podemos acessar data.use_array, data.sort, data.list e data.delimiter.

    • delimiter é definido como um valor padrão de "," se data.delimiter não for fornecido. Recomendamos definir valores padrão para um campo, se for relevante. Isso facilita a utilização do modelo de variável, já que os usuários não precisam preencher todos os campos para usar a variável.

  7. Clique em Salvar para registrar seu progresso. Com isso, as permissões detectadas serão carregadas no Editor de modelos.

    Algumas APIs de modelo têm permissões associadas que determinam o que elas podem fazer. Quando você usa uma API de modelo (como sendPixel) no seu código, o Gerenciador de tags mostra as autorizações relevantes na guia Permissões.

  8. Na guia Visualização do modelo, adicione alguns valores à entrada "values", clique em Executar código e confira o resultado da variável no console.

    Se houver algum erro, ele vai aparecer na janela Console.

  9. Clique em Salvar e feche o Editor de modelos.

    O modelo de variável estará pronto para ser usado.