Como depurar páginas

Dicas gerais

Lembre-se de que o Google não rastreia sua página imediatamente depois da publicação de uma correção. Portanto, o Search Console (e a Pesquisa Google) podem continuar exibindo um erro em uma página que você corrigiu até que a página seja rastreada. Às vezes, é possível solicitar um rastreamento rápido, por exemplo, usando a ferramenta Fetch as Google, mas, na maioria dos casos, leva alguns dias para observar as alterações nas suas páginas.

Ferramentas de teste úteis

Veja algumas ferramentas úteis para ajudar a depurar suas páginas.

Ferramentas do proprietário verificado do site

As ferramentas e os relatórios a seguir exigem que você seja um usuário verificado do site para poder usar essa ferramenta nessa página ou site. Isso ocorre porque o Search Console fornece dados confidenciais do site que somente um usuário verificado do site poderia acessar.

  • Search Console: inscreva-se no Search Console e verifique a propriedade de um site para ter acesso a ferramentas úteis de teste e monitoramento de sites, como as listadas abaixo.
  • Relatórios de status da pesquisa aprimorada: saiba quais pesquisas aprimoradas podem ser lidas pelo Google no seu site, veja informações de solução de problemas para erros da pesquisa aprimorada e solicite um novo rastreamento depois de corrigi-los. Não é possível testar um URL arbitrário usando essa ferramenta.
  • Fetch as Google: teste se o Google pode acessar sua página e como ela é renderizada para o Googlebot, o mecanismo de rastreamento do Google. Teste também se algum recurso usado por uma página não pode ser acessado pelo Google durante um rastreamento. Você também pode solicitar um novo rastreamento de um URL específico no seu site.
  • Ferramenta de testes de robots.txt: teste a sintaxe do seu arquivo robots.txt. Você pode testar um arquivo robots.txt arbitrário no seu site e também a sintaxe em uma área de texto editável.
  • Relatório de status de AMP: veja os erros de página de AMP detectados pelo Google em todo o site. Erros são detectados durante o rastreamento regular. Não é possível testar um URL arbitrário.
  • Relatório de usabilidade em dispositivos móveis: veja os erros de usabilidade em dispositivos móveis para todo o site. Erros são detectados durante o rastreamento regular. Não é possível testar um URL arbitrário.

Ferramentas anônimas

Estas ferramentas podem ser usadas em qualquer URL sem precisar das permissões do Search Console no site. Algumas ferramentas também permitem que snippets de código sejam colados na própria ferramenta.

Se seu URL estiver protegido por um firewall ou estiver hospedado em um computador local, você poderá usar uma solução de túnel para expor a página à ferramenta de teste. Saiba mais a seguir.

Mais ferramentas

Consulte o Centro de suporte para webmasters do Google para ver mais ferramentas, listas de e-mail e informações sobre horário de expediente.

Teste de páginas hospedadas localmente ou com firewall

O Google fornece várias ferramentas para testar uma única página publicada da Web. Por exemplo, a Ferramenta de teste de AMP, a Ferramenta de teste de compatibilidade com dispositivos móveis e a Ferramenta de teste de dados estruturados. No entanto, se sua página estiver sendo executada na sua máquina local sem um URL público ou se estiver protegida por um firewall, você ainda poderá testá-la expondo um túnel para a ferramenta de teste. Isso poderá ser útil se você quiser testar uma página antes de disponibilizá-la publicamente na Web ou até mesmo como outra etapa do processo de lançamento.

Para testar uma página local ou com firewall, use uma solução de túnel como o ngrok. Essas ferramentas fornecem um URL público que se conecta a uma página não pública em seu host local ou servidor com firewall.

O exemplo a seguir inicia primeiro o SimpleHTTPServer do python para hospedar uma página no computador local e, em seguida, usa o ngrok para expor essa página em um URL acessível para o público:

Etapa 1

Inicie um servidor HTTP local para hospedar sua página em uma determinada porta. Para nosso exemplo, escolhemos a porta 5326.

SimpleHTTPServer mapeia o diretório atual como a raiz do site.

~/testwebdir $ python -m SimpleHTTPServer 5326
Serving HTTP on 0.0.0.0 port 5326
...

Etapa 2

Em outro terminal, inicie seu app ngrok local, escutando na porta 5326 que abrimos na etapa 1.

~/ $ ./ngrok http 5326

ngrok by @inconshreveable (Ctrl+C to quit)

Session Status online
Version 2.2.4
Region United States (us)
Web Interface http://127.0.0.1:4040
Forwarding http://ad0a5735.ngrok.io -> localhost:5326
Forwarding https://ad0a5735.ngrok.io -> localhost:5326

Connections ttl opn rt1 rt5 p50 p90
                              0 0 0.00 0.00 0.00 0.00

Etapa 3

Passe seu URL ngrok exposto para a ferramenta de teste da sua escolha.

O URL raiz em nosso exemplo é http://ad0a5735.ngrok.io, portanto, se nossa página for salva localmente em ~/testwebdir/mypage.html e nós iniciarmos o servidor acima de ~/testwebdir/, poderemos testar http://ad0a5735.ngrok.io/mypage.html. Na Ferramenta de teste de compatibilidade com dispositivos móveis, você pode colar esse URL diretamente ou visitar https://search.google.com/test/mobile-friendly?url=http%3A%2F%2Fad0a5735.ngrok.io%2Fmypage.html

Diferentes hosts locais e soluções de criação de túnel mapeiam suas páginas de maneira diferente.

Além disso, algumas soluções de criação de túnel (não ngrok) protegem automaticamente seu URL público temporário com robots.txt, o que impede a execução de testes do Google neles. As ferramentas de teste do Google respeitam o robots.txt. Leia a documentação da solução de criação de túnel e do software de hospedagem na Web.

Depuração de erros de acesso

Se você receber um erro de acesso ao usar uma ferramenta de teste do Google:

  • verifique se sua página não está protegida pelo robots.txt ou se exige um login;
  • tente acessar sua página de fora do firewall, em outro computador, usando o Chrome no modo de navegação anônima.

Enviar comentários sobre…