Requisitos da integração

Antes de iniciar o processo, faça o download das etapas de integração e da lista de verificação de controle de qualidade. Use-as para planejar seu projeto de integração do Assine com o Google. A lista de verificação tem uma análise detalhada de todos os componentes e tarefas do Assine com o Google para consulta durante a integração desse recurso.

Visão geral

O processo de integração do Assine com o Google inclui os componentes a seguir, que são requisitos do sistema. Em algumas situações, o editor pode não precisar usar um componente específico. Esses casos são detalhados na descrição do componente.

  1. Conta de desenvolvedor do Google Play: o editor precisa criar uma conta desse tipo, fazer upload de um aplicativo e ativá-lo para faturamento. O editor precisa publicar o aplicativo em produção ou usar um de produção.
  2. Configuração de publicação: o editor precisa trabalhar com os representantes das soluções técnicas do Google para definir determinados pontos de configuração. Esses itens incluem URLs para endpoints de API necessários, propriedades de marca/logotipo, detalhes da SKU, URL da Política de Privacidade e outras informações que o Google exige para configurar a integração. Essa configuração precisa ser feita por publicação integrada.
  3. Marcação de página: o editor precisa adicionar dados estruturados a todas as páginas de matérias. Esses dados incluem um ID de publicação (igual ao da configuração da publicação) e um marcador de direito. Esses dados precisam estar em todas as páginas de matérias, inclusive em documentos de AMP.
  4. Integração com o cliente do SwG.js: o editor precisa integrar o cliente JavaScript do Google no site de publicação. O editor precisa incluir a biblioteca de cliente swg.js em todas as páginas de matérias em que um paywall pode ser acionado, inclusive as que façam parte da implementação do paywall do lado do servidor. Além disso, é preciso chamar a função SwG.js getEntitlements e processar a resposta dessa função adequadamente.

    Se o editor criar versões AMP das páginas que podem acionar paywalls, elas precisarão ser configuradas em AMP-subscriptions-google para que os direitos do usuário do Assine com o Google sejam respeitados.

  5. Integração com o Android: se o editor vender conjuntos de SKU divergentes no Android e na Web ou tiver vários apps para a mesma publicação, ele precisará atualizar os apps Android para conferir a compra de assinaturas, além de chamar a API Publication do Assine com o Google e conceder o acesso adequadamente.
  6. Login com o Google/Login do Google: o editor precisa incluir uma opção de Fazer login com o Google em todas as páginas de login da Web e a opção de Login do Google para todos os apps iOS e Android.

    Essa implementação de Fazer login com o Google precisa verificar a API Publication para que a Conta do Google (caso já tenha um direito vinculado ao editor) seja associada à conta do usuário no site do editor. No site do editor, se a API Publication do Assine com o Google indicar que o usuário tem um direito de que o editor não tem conhecimento, ele vai conceder o acesso apropriado a usuários conhecidos e iniciar um fluxo de criação de conta deferida se o usuário for desconhecido.

    Se o produto de um editor na Web ou em um aplicativo para dispositivos móveis fornecer uma experiência sem custos financeiros e não limitar o acesso com um paywall, o Fazer login com o Google/Login do Google não será necessário.

  7. Gerenciador de criação de conta após a compra: os editores precisam criar contas para os usuários após uma compra.

    Na Web, um editor precisa enviar de volta os eventos de assinatura swg.js e os dados de direitos para a infraestrutura do editor. Para compras feitas com o Faturamento em apps para Android, o editor precisa usar o fluxo de criação de conta deferida no site via swg.js quando os usuários acessarem esses sites.

    Para compras de AMP, se um editor estiver implementando um fluxo de compra nesse formato, ele deve se inscrever nos eventos de Pub/Sub do Play Cloud na infraestrutura do editor.

    O editor precisa usar os dados de compra dos eventos de assinatura para solicitar o perfil do usuário e os dados da assinatura da API Subscription Status do Google. Depois de receber esses dados, a API Account Management precisa:

    1. criar uma conta com as informações do perfil do usuário disponibilizadas pelo Google e associar a assinatura a essa conta;
    2. ou anexar o perfil de usuário do Google e os dados de assinatura a uma conta de usuário no site do editor.

    Caso o editor não tenha um sistema de gerenciamento de usuários, ou seja, dependa apenas do Assine com o Google para gerenciar transações de usuários, não é necessário (nem possível) criar uma conta após a compra.

  8. Página de link da conta do OAuth: o editor precisa criar uma página de login do OAuth para facilitar o seguinte processo:

    1. Autenticação dos usuários do editor
    2. Verificação de direitos do usuário
    3. Criação de um token de acesso do usuário
    4. Redirecionamento e transmissão do token de acesso de volta à página de referência

    Caso um editor não tenha um sistema de gerenciamento de usuários, ou seja, dependa apenas do Assine com o Google para gerenciar transações de usuários, não é necessário (nem possível) usar uma página de vinculação de conta do OAuth.

  9. API Entitlements: o editor precisa criar uma API Entitlements que aceite um token de acesso criado pelo fluxo de vinculação da conta do OAuth do editor e responda com os direitos do usuário. Esses direitos são representados por um conjunto de marcadores aos quais o usuário tem acesso e, como opção, um descritor em texto do produto comprado.

    Caso um editor não tenha um sistema de gerenciamento de usuários, ou seja, dependa apenas do Assine com o Google para gerenciar transações de usuários, não é necessário (nem possível) usar uma API Entitlements.

  10. Prompt de login automático: se a API Entitlements do Google retornar um direito de usuário conhecido pelo editor, mas não tiver feito login nos sistemas dele, recomendamos que o editor faça o login automático do usuário na conta no próprio site. O editor pode usar as funções de login automático swg.js para alertar o usuário sobre esse evento ou solicitar que ele concorde com a ação de login antes de executá-lo.
  11. Integração do iOS: se o editor tiver conteúdo com paywall associado a uma SKU do Assine com o Google em um app iOS, após o uso do Login do Google, ele deve verificar se há direitos no back-end. Se não houver nenhum direito, ele precisará chamar a API Publication do Assine com o Google para verificar os direitos e, caso haja, conceder acesso.
  12. Salvar assinaturas: ao final de qualquer fluxo de compra fora do Assine com o Google, o editor deve integrar a função de salvar assinatura para permitir que os usuários possam vincular à Conta do Google.