Visão geral dos relatórios e do monitoramento

Mantenha tudo organizado com as coleções Salve e categorize o conteúdo com base nas suas preferências.

É importante analisar regularmente suas informações de faturamento, cota e uso da API da Plataforma Google Maps. Essas informações ajudam você a medir o uso da API, respeitar os limites de consumo predefinidos e controlar os custos com orçamentos planejados. Além disso, você pode receber alertas sobre interações inesperadas entre seus aplicativos e os serviços da Plataforma Google Maps.

Essa plataforma contém duas ferramentas que ajudam você a analisar informações de faturamento, cota e uso:

  • Relatórios: um conjunto de relatórios visuais predefinidos que permitem ver facilmente o uso básico, a cota e as informações de faturamento da API no Console do Google Cloud. É possível determinar o número de chamadas de API, verificar quanto falta para você atingir as cotas de uso dela e monitorar o uso do faturamento ao longo do tempo.
  • Monitoramento: um conjunto de ferramentas que você pode acessar no Console do Cloud ou usando uma API. Com elas, é possível monitorar a utilização, cotas e informações de faturamento da API, além de definir alertas quando uma das métricas estiver próxima do limite predefinido.

    Com o monitoramento, você pode criar painéis personalizados que mostram suas métricas como diversos tipos de gráfico. Também é possível enviar notificações, como e-mails ou SMS, quando uma métrica ultrapassa um limite predefinido.

Relatórios

Os relatórios da Plataforma Google Maps são um conjunto de relatórios visuais predefinidos que permitem ver facilmente o uso básico, a cota e as informações de faturamento da API no Console do Cloud. Use o Console do Cloud para conferir relatórios sobre o uso, a cota e o faturamento da API da Plataforma Google Maps.

Relatórios de APIs e serviços

O relatório de APIs e serviços do Console do Cloud mostra as métricas de uso de todas as APIs ativadas no seu projeto, incluindo as APIs e os SDKs da Plataforma Google Maps, além de todas as outras APIs e serviços do Google.

A imagem a seguir mostra o relatório de APIs e serviços.

Captura de tela da página de monitoramento de APIs no Console do Google Cloud mostrando o painel do relatório de APIs e serviços. Há gráficos diferentes para "Tráfego", "Erros" e "Latência mediana". Esses gráficos podem mostrar dados de uma hora até 30 dias.

Cotas

As cotas definem limites quanto ao número de solicitações que seu projeto pode fazer para as APIs da Plataforma Google Maps. As solicitações podem ser limitadas de três maneiras:

  • Por dia
  • Por minuto
  • Por usuário a cada minuto

Somente as solicitações bem-sucedidas e aquelas que causam erros de servidor são contabilizadas na cota. As solicitações com erro de autenticação não entram na contagem.

O uso da cota aparece nos gráficos da página do relatório Cotas no Console do Cloud.

Captura de tela da página "Cotas" do Maps no Console do Google Cloud. Lá, são mostradas cotas por API usando um seletor e carregamentos de mapa em relação às cotas definidas para a API em questão.

Faturamento

Os relatórios de faturamento do Console do Cloud dão informações sobre cobranças e custos relacionados ao projeto que você selecionou.

Na página "Relatórios do Cloud Billing", é possível ver seus custos de uso do Google Cloud Platform para todos os projetos vinculados a uma conta do Cloud Billing. Se quiser conferir as tendências de custo importantes para você, selecione o intervalo de dados, especifique o período, configure os filtros do gráfico e agrupe por projeto, serviço, SKU ou local.

Os relatórios do Cloud Billing ajudam a responder perguntas como estas:

  • Qual é a tendência dos meus gastos com o Google Cloud Platform no mês atual?
  • Que projeto custou mais no mês passado?
  • Quais são os custos futuros estimados com base em tendências históricas?
  • Quanto estou gastando por região?

Esta imagem mostra o relatório de faturamento.

Captura de tela da página "Faturamento" do Maps no Console do Google Cloud. Ela mostra as informações de faturamento de um determinado mês para todos os projetos.

Monitoramento

O Cloud Monitoring coleta medições do seu serviço e dos recursos do Google Cloud Platform que você usa. Por exemplo, é possível monitorar chamadas de API ou o uso da cota durante um período especificado.

Você pode definir alertas, além de gráficos e métricas personalizadas. Use alertas para enviar uma notificação quando a performance de um serviço não atender aos critérios definidos por você. Por exemplo, é possível enviar uma notificação como um e-mail, uma mensagem de texto ou pelo App Console do Cloud para dispositivos móveis, além de outras opções.

Métricas

No Cloud Monitoring:

  • Uma métrica descreve algo que é medido. Exemplos incluem o número de chamadas para uma API, a porcentagem de cota de uso consumida ou a utilização da CPU por uma máquina virtual.
  • Uma série temporal é uma estrutura de dados que contém medições com data e hora de uma métrica e informações sobre a origem e o significado dessas medições.

Para analisar os dados da métrica, crie um gráfico com o Metrics Explorer. Por exemplo, para ver a contagem de solicitações de uma API em intervalos de um minuto na última hora, crie um gráfico no Metrics Explorer que mostre os dados mais recentes.

Captura de tela de um gráfico de linhas personalizado mostrando a contagem da API. O gráfico pode exibir dados de uma hora a seis semanas ou de um período personalizado.

Painéis

Com os painéis, é possível ver e monitorar dados da série temporal como um conjunto de gráficos. Para criar painéis personalizados, use o Console do Cloud ou a API Cloud Monitoring.

A imagem a seguir mostra um painel personalizado com dois gráficos: um de cota à esquerda e outro de contagem de API à direita.

Captura de tela de um painel personalizado que mostra dois gráficos. O gráfico à esquerda é de cota. Já o gráfico à direita é de uso da API. Os dois listam pontos de tempo nos eixos horizontais.

Alertas

Para receber uma notificação quando a performance de um serviço não atende aos critérios definidos, crie uma política de alertas. Por exemplo, é possível criar uma política que notifica a equipe de plantão quando o 90º percentil da latência das respostas HTTP 200 do seu serviço excede 100 ms.

Com os alertas, você descobre em pouco tempo problemas nos seus aplicativos em nuvem para conseguir soluções rápidas.

O Cloud Monitoring é compatível com muitos tipos de alerta, como estes:

  • Alertas de limite de métrica: um alerta é acionado quando uma métrica fica acima ou abaixo de um valor por um tempo específico ou uma métrica aumenta ou diminui com base em uma porcentagem predefinida.
  • Alertas de orçamento: notificações são acionadas quando seus custos excedem uma porcentagem do orçamento.
  • Alertas de cota: notificações são acionadas quando seu uso se aproxima do limite de cota.

A seguir