Perguntas frequentes

Estas Perguntas frequentes tratam de dúvidas específicas do Google Maps APIs Premium Plan.

Consulte as Perguntas frequentes das Google Maps APIs para acessar dúvidas comuns a todas as Google Maps APIs.

Primeiros passos

Licenças e renovações anteriores do Google Maps APIs for Work

Compra do Google Maps APIs Premium Plan

Limites de uso

Desenvolver um aplicativo

KML

Assinar URLs

Estilo

Primeiros passos

O que é o Google Maps APIs Premium Plan?

O Google Maps APIs Premium Plan (também chamado de Premium Plan) dá acesso ao nosso conjunto de serviços, disponibilizando todas as ferramentas de que você precisa para implementar mapas personalizáveis, prontos para dispositivos móveis e dimensionáveis nos seus aplicativos e sites.

Que APIs fazem parte do Google Maps APIs Premium Plan?

Os produtos Google a seguir fazem parte do Google Maps APIs Premium Plan. Os aplicativos que usam esses produtos estão cobertos pelo ANS do Google Maps APIs Premium Plan e estão qualificados para obter suporte técnico:

*A Google Places API não está incluída na licença Asset Tracking do Premium Plan. Se você tem uma licença Asset Tracking e quer usar a Places API, entre em contato com a equipe de vendas do Google Maps.

As APIs a seguir não são cobertas pelo Google Maps APIs Premium Plan. Os aplicativos que usam essas APIs devem fazê-lo de acordo com os Termos de serviço publicados para essas APIs e não são contemplados pelo ANS do Google Maps APIs Premium Plan nem podem receber suporte técnico:

Como faço para entrar em contato com o suporte técnico do Google Maps APIs Premium Plan?

Os clientes do Google Maps APIs Premium Plan podem abrir um novo caso de suporte no Suporte do Google usando o Google Cloud Support Portal em:

https://google.secure.force.com/

É necessário fornecer nome de usuário e senha para acessar o portal. Caso não tenha uma conta, preencha este formulário.

Para saber mais, leia o guia de suporte e recursos.

Como faço para redefinir as credenciais de acesso do Google Cloud Support Portal?

Esqueci minha senha. Esse link também está disponível na página de acesso do Google Cloud Support Portal.

Quais são os Termos de serviço do Google Maps APIs Premium Plan?

Se você for um cliente Google Maps APIs Premium Plan, leia seu contrato para consultar os termos que regem o uso das Google Maps APIs. Para saber mais, leia os termos de uso do Google Maps APIs Premium Plan.

Licenças e renovações anteriores do Google Maps APIs for Work

Onde posso encontrar informações sobre licenças anteriores do Google Maps APIs for Work?

Para determinar se você tem uma licença antiga do Maps APIs for Work: No Google Cloud Support Portal, clique em Maps: Usage Report, à esquerda. Se o ID na parte superior do relatório está no formato a seguir, você tem o novo Premium Plan:
gme-[company] & proj-[number] ([type]) Se não, você tem uma licença antiga. Para obter mais informações, acesse o guia das Licenças do Maps APIs for Work.

O que o novo Premium Plan tem de diferente?

Leia o resumo das mudanças para clientes que renovaram e as Perguntas frequentes sobre renovação de licenças.

Compra do Google Maps APIs Premium Plan

Por que eu deveria comprar o Google Maps APIs Premium Plan?

Você deve comprar o Premium Plan se sua empresa ou organização precisar do seguinte:

  • Um ANS com suporte técnico 24 horas
  • Capacidade de vender um produto ou serviço com o Google Maps incorporado
  • Possibilidade de usar as Google Maps APIs para aplicativos ou sites internos
  • Uma cota específica
  • Possibilidade de usar Google Maps APIs em aplicativos de controle de ativos
  • Recursos premium disponíveis com sua licença existente da Maps APIs for Work
Como faço para comprar o Google Maps APIs Premium Plan?

Entre em contato com seu representante de vendas Google para ver detalhes de como comprar o Premium Plan e receber um orçamento baseado em uma estimativa de uso do seu aplicativo.

Preciso de uma Conta do Google para o Google Maps APIs Premium Plan?

Sim, você precisa de uma Conta do Google para acessar as Google Maps APIs disponíveis no Google API Console.

Limites de uso

Como o uso do Google Maps APIs Premium Plan é calculado?

Tem uma licença antiga do Maps APIs for Work ou do Maps API for Business? Leia nosso guia de licenças do Maps APIs for Work. Para descobrir se você tem uma licença antiga: No Google Cloud Support Portal, clique em Maps: Usage Report, à esquerda. Se o ID na parte superior do relatório está no formato a seguir, você tem o novo Premium Plan:
gme-[company] & proj-[number] ([type])
Se não, você tem uma licença antiga.

Com o Google Maps APIs Premium Plan, seu aplicativo consome cota em níveis diferentes, dependendo das APIs que solicitar. Você compra cota — chamada Maps APIs Credits — para um ou mais anos com base em uma estimativa de uso anual do seu aplicativo. Todas as solicitações do aplicativo às Maps APIs consomem créditos do pacote de crédito que você comprou. Por exemplo, se o aplicativo usar a Google Maps JavaScript API para exibir um mapa, ele consumirá créditos pelos carregamentos de mapa da Maps JavaScript API. Se o aplicativo consumir todos os créditos do pacote, é possível comprar mais. Para saber mais, leia o guia sobre taxas e limites de uso do Premium Plan.

Como posso controlar o uso do Google Maps APIs Premium Plan do meu aplicativo?

Para obter informações sobre como controlar o uso de Maps APIs Credits do seu aplicativo, além de acessar outros relatórios e analítica de uso, consulte o guia dos relatórios do Premium Plan.

Como posso estimar o uso de Maps APIs Credits do meu aplicativo?

É possível usar a Calculadora premium das Google Maps APIs para obter uma estimativa de uso do aplicativo.

Além disso, o exemplo de cálculo de créditos pode ser útil para você.

O que acontece se eu usar todos os meus Maps APIs Credits?

Se os Maps APIs Credits acabarem, as solicitações do aplicativo continuarão operando normalmente, mas sua conta poderá estar sujeita a cobranças adicionais. Nesse caso, você precisará renovar a licença do Google Maps APIs Premium Plan assim que possível para evitar a suspensão da conta. Você será notificado por e-mail pelo Google quando tiver usado 85% da cota.

Por que as solicitações de Details da Google Places API debitaram 2 Maps APIs Credits e as solicitações de Place Autocomplete só debitaram 0,1 crédito?

A Google Places API usa um banco de dados extenso de dados de empresas e outros locais. É necessário muito tempo e esforço para manter a precisão do banco de dados, pois as empresas abrem e fecham com frequência. Por isso, precisamos cobrar mais por solicitações de Place Details. No caso do Place Autocomplete, percebemos que muitas vezes os usuários precisam digitar diversos caracteres para encontrar um local. Portanto, cobramos apenas uma fração de crédito para cada solicitação.

Desenvolver um aplicativo

Vou receber um ID de projeto e um ID de cliente no Google API Console?

Sim, o seu comunicado de boas-vindas conterá seu ID de projeto e seu ID de cliente do Google API Console.

O projeto do Google API Console que recebi contém todas as APIs disponíveis?

Sim, com o Premium Plan, fornecemos todas as nossas APIs automaticamente para o mesmo projeto do Google API Console. É possível acessar todas as APIs em um projeto. APIs da mesma plataforma (Web, Web Services, Android ou iOS) podem compartilhar da mesma chave de API. As chaves de API oferecem relatórios de uso em tempo real e histórico dos dados de uso de até 30 dias. Se você precisar de recursos, como o Maps APIs Analytics, relatórios de uso por canal e dados de relatórios históricos de mais de 30 dias, use o ID de cliente em vez de a chave de API na maioria das APIs (o ID de cliente não funciona com a Google Places API, a Google Maps Geolocation API, a Google Maps Roads API, a Google Maps Android API nem a Google Maps SDK for iOS).

Quais são as diferenças entre uma chave de API e um ID de cliente?

Com o ID de projeto, é possível gerar chaves de API no Google API Console. Veja as principais diferenças entre usar chaves de API e ID de cliente:

  • Suporte a API: Você pode usar uma chave de API com qualquer Maps API. É possível também usar o ID de cliente com qualquer API, exceto a Google Places API, a Google Maps Geolocation API, a Google Maps Roads API, a Google Maps Android API e a Google Maps SDK for iOS.
  • Relatórios: As chaves de API oferecem relatórios de uso em tempo real e histórico dos dados de uso de até 30 dias. Se você precisar de recursos como o Maps API Analytics, relatórios de uso por canal e dados de relatórios históricos de mais de 30 dias, use o ID de cliente nas APIs compatíveis.
  • Códigos de erro: Ao usar chaves de API, você recebe mensagens de erro de acordo com a classe do código de status HTTP (por exemplo, erros 3xx e 4xx), que fornecem apenas informações gerais. Ao usar o ID de cliente, você recebe códigos de erro específicos de cada API e mais detalhados nos relatórios do Google Cloud Support Portal, o que pode ajudar na solução de problemas.
  • Segurança: As chaves de API e o ID de cliente têm o mesmo nível de segurança, desde que você respeite as seguintes orientações:
    • Quando usar uma chave de API, certifique-se de mantê-la confidencial. Todas as solicitações a Maps APIs usam HTTPS, por isso os riscos de alguém interceptar o trânsito são limitados. Porém, se alguém conseguir obter sua chave, pode fazer solicitações às Maps APIs usando-a. Para evitar esse risco em APIs do cliente, restrinja os domínios que podem usar a chave. Para APIs do servidor, restrinja a chave de forma que as solicitações só sejam permitidas a partir dos endereços IP de origem dos servidores. Para saber mais sobre como usar chaves de API com segurança, leia a Central de Ajuda do console.
    • Se você usar o ID de cliente, não deixe de manter sua chave criptográfica (que você usa para gerar assinaturas digitais) confidencial. Além disso, nunca use a chave criptográfica nas solicitações a API nem para assinar URLs com JavaScript para não expor a sua chave.
Preciso usar as credenciais do Google Maps APIs Premium Plan no meu ambiente de testes?

Todas as Google Maps APIs exigem autenticação com uma chave de API ou um ID de cliente. Durante o desenvolvimento do aplicativo no ambiente de testes, considere o seguinte:

  • Se você precisar de acesso ao suporte técnico para o ambiente de testes, precisa usar uma credencial do Premium Plan (ID de cliente ou chave de API). Observe que o uso das Maps APIs consumirá Maps APIs Credits do seu plano de acordo com as taxas e limites de uso.
  • Se você não quiser que o ambiente de testes consuma Maps APIs Credits do seu plano, use as credenciais padrão (uma chave de API ativada no Google API Console) — no entanto, nesse caso, o ambiente de testes não poderá receber suporte técnico. Se você escolher usar credenciais padrão, seu aplicativo ou site estará sujeito aos limites de uso padrão de cada API. Para saber mais sobre limites de uso padrão, consulte Planos e preços.
  • Caso você espere gerar volume significativo no ambiente de testes, queira poder acessar o suporte técnico para ele e, ao mesmo tempo, evitar consumir os Maps APIs Credits do seu Premium Plan, pense em adquirir uma licença somente para desenvolvimento. Essa é a opção mais barata que oferece suporte técnico. Entre em contato com o Gerente da sua conta do Google Maps para saber mais.
  • Se estiver fazendo testes de carregamento do aplicativo, você pode executá-los com uma imitação de API. Leia Como executar testes de carregamento no aplicativo na Lista de verificação pré-lançamento.
Como acesso os recursos do Zagat pelo Google Maps APIs Premium Plan?

Com o Premium Plan, as solicitações ao Google Places API Web Service que contêm sua chave de API retornam conteúdo premium do Zagat. Para verificar se você tem acesso ao conteúdo do Zagat, envie uma solicitação ao Google Places API Web Service com uma chave do projeto criado no momento em que você se cadastrou. Veja um exemplo de URL:

https://maps.googleapis.com/maps/api/place/textsearch/json?query=restaurants+in+mountain+View,+ca&key=YOUR_API_KEY
Como acesso recursos premium de dispositivos móveis com o Google Maps APIs Premium Plan?

Você pode acessar recursos premium para dispositivos móveis usando o mesmo SDK disponível para usuários da API padrão: o Google Maps SDK for iOS e a Google Maps Android API. Para acessar recursos premium, não deixe de usar a chave de API do projeto criado no momento em que você se cadastrou. Para verificar se você tem acesso a recursos premium para dispositivos móveis, carregue um mapa usando a biblioteca estática. Para saber mais, consulte os guias sobre os primeiros passos com o Premium Plan no Android e no iOS.

Com o Google Maps APIs Premium Plan, a biblioteca dinâmica está disponível para Android?

Sim, com o Premium Plan, você pode usar a biblioteca dinâmica para a Google Maps Android API em vez de a biblioteca estática. Para saber mais, leia o guia sobre os primeiros passos com o Premium Plan no Android.

Como faço para acessar a Google Maps JavaScript API usando um ID de cliente do Google Maps APIs Premium Plan em uma página carregada em HTTPS (SSL)?

Para acessar a Google Maps JavaScript API em uma página carregada por HTTPS, você antes precisa autorizar os URLs HTTPS em que deseja usar a API.

Como faço para carregar a Google Maps JavaScript API em HTTPS (SSL) usando o parâmetro base_domain do Common Loader?

Não é possível carregar A Maps JavaScript API por SSL usando o Common Loader com o parâmetro base_domain definido.

O parâmetro base_domain não afeta o desempenho do aplicativo. As solicitações de API são sempre processadas pelo servidor Maps ideal para a localização de um determinado usuário, independentemente do domínio de onde a API foi carregada.

base_domain dá preferência aos resultados de geocodificação da região especificada. Para obter o mesmo efeito sem usar base_domain, defina o parâmetro region do serviço de geocodificação.

KML

Como faço para renderizar em um mapa arquivos KML hospedados em sites de uma intranet?

A classe KmlLayer que gera sobreposições de KML na Google Maps JavaScript API usa um serviço hospedado pelo Google para recuperar e analisar arquivos KML para renderização. Por isso, não é possível exibir arquivos KML que não estejam hospedados em um URL disponível para o público em geral ou que exija autenticação.

Se você precisar desenvolver aplicativos que usem arquivos KML hospedados em sites de uma intranet, recomendamos renderizar o KML no lado do cliente usando bibliotecas JavaScript de terceiros. Conforme o arquivo KML é analisado pelo navegador, o desempenho pode ser inferior ao conseguido com o uso da classe KmlLayer.

Assinar URLs

Posso assinar URLs usando JavaScript?

É altamente desaconselhável assinar URLs usando JavaScript, pois isso revelaria a chave criptográfica aos usuários finais. Sendo assim, as assinaturas devem ser geradas exclusivamente por componentes do lado do servidor.

Por que recebo uma resposta HTTP 403 Acesso negado para as solicitações de serviço Web da Maps API?

Uma resposta HTTP 403 indica um problema de permissão, provavelmente porque não foi possível verificar a assinatura da solicitação em questão. Isso pode ocorrer pelos seguintes motivos:

  1. Uma assinatura foi especificada, mas não é a correta para a solicitação.
  2. A solicitação especifica um ID de cliente do Google Maps APIs Premium Plan, mas não uma assinatura, e o serviço Web sendo chamado exige que todas as solicitações efetuadas que usam um ID de cliente também contenham uma assinatura válida.
  3. Uma assinatura foi especificada, mas o ID do cliente do Google Maps APIs Premium Plan associado não foi especificado.

Estilo

Por que as empresas não aparecem em meu mapa?

Ao carregar um mapa usando a Google Maps JavaScript API e incluir um parâmetro client, a exibição de empresas no mapa é desativada por padrão. Para reativá-la, será necessário incluir algum código de aplicação de estilo no mapa:

var styles = [
  {
    featureType: 'poi.business',
    stylers: [
      { visibility: 'on' }
    ]
  }
];

map.setOptions({styles: styles});