Guia do desenvolvedor

Esta seção inclui páginas com informações adicionais sobre os principais elementos KML e como usá-los.

Arquivos KMZ Atualizado
Saiba como agrupar (e compactar) seu arquivo KML e todas as suas imagens relacionadas, superposições, ícones e arquivos de som em uma unidade que possa ser postada ou enviada por e-mail como uma única entidade.
Passeio
O Google Earth 5.0 apresenta o passeio: movimentação controlada por KML pelo espaço e tempo. Elementos relacionados ao passeio estão contidos no namespace de extensão do Google.
Modos de altitude
Com a introdução de elementos no namespace de extensão do Google, o Google Earth 5.0 pode levar os visualizadores para debaixo da água com os novos modos de altitude clampToSeaFloor e relativeToSeaFloor. Este capítulo também discute os modos tradicionais acima do solo.
Tempo e animação
Qualquer elemento em KML pode ter dados de tempo associados a ele. Quando um arquivo KML contém um elemento com TimeSpan ou TimeStamp, o Google Earth exibe um controle deslizante de tempo. Usando o controle deslizante de tempo e o botão de reprodução, o usuário pode "reproduzir" toda a sequência ou pode selecionar períodos de tempo individuais para exibição.
Câmeras
O elemento Camera fornece uma maneira adicional de especificar o ponto de vista de um elemento. As câmeras são usadas com PhotoOverlays, outro elemento adicionado no KML 2.2. <Camera> fornece controle total com seis graus de liberdade sobre a visualização, de modo que você possa posicionar a câmera no espaço e girá-la ao redor dos eixos x, y e z.
PhotoOverlays
O elemento PhotoOverlay permite localizar geograficamente uma fotografia na Terra e especificar o posicionamento e a orientação da câmera que visualiza essa PhotoOverlay. PhotoOverlay pode ser um retângulo simples 2D, um cilindro parcial ou completo ou uma esfera (para panoramas esféricos). O elemento filho ImagePyramid de PhotoOverlay fornece uma manipulação eficiente de fotografias aleatoriamente grandes no Google Earth.
Dados do céu em KML
Agora, é possível exibir dados celestiais no Google Earth. Esta página descreve como configurar seu arquivo KML para ver o céu, com dicas sobre como converter coordenadas celestiais padrão a fim de exibir no Google Earth, modo de visualização do céu.
Como adicionar dados personalizados
É possível adicionar dados personalizados a elementos KML de três maneiras diferentes, dependendo do tipo de dado personalizado. O novo elemento ExtendedData permite adicionar seus dados não digitados, dados digitados ou dados XML aleatórios a um elemento KML. O Google Earth preserva essas informações junto com o arquivo. Dados não digitados e dados digitados contêm elementos de exibição que podem ser usados ​​para modelos de estilo e substituição de entidades no balão.
Modelos
Objetos tridimensionais podem ser modelados naturalmente em seu próprio espaço de coordenada e exportados como arquivos COLLADA™. Em seguida, são importados no Google Earth e colocados na superfície da Terra.
Regiões
As regiões fornecem opções e comportamento de nível de detalhe que permitem o ajuste da forma como seus dados são apresentados no Google Earth. Quando usadas com NetworkLinks, as regiões permitem a transmissão de conjuntos de dados muito grandes, com carregamento "inteligente" de dados em múltiplos níveis de resolução (consulte a seção sobre Super-sobreposições). Também é possível simular as camadas do Google Earth usando regiões.
Atualizações
É possível atualizar de forma incremental os dados carregados por NetworkLinks, alterando, adicionando e excluindo dados KML carregados anteriormente no Google Earth.
Expiração
Esta página discute como impedir que dados KML fiquem ociosos, por meio do uso de cabeçalhos HTTP e de períodos de expiração KML.

Enviar comentários sobre…

Keyhole Markup Language