YouTube

Guia do desenvolvedor: protocolo da API de dados - Autenticação

A autenticação permite que um usuário acesse recursos do YouTube que vinculam conteúdo ou informações a uma determinada conta do YouTube. Esses recursos exigem que o usuário ou o aplicativo forneçam o nome de usuário e a senha do YouTube para essa conta. Por exemplo, um usuário precisa fazer login no YouTube para enviar um vídeo ou para adicionar um comentário a um vídeo existente.

Esta documentação descreve várias funções da API que exigem autenticação do usuário, incluindo todas as funções da API para criação, atualização ou exclusão de conteúdo.

Observe que se você implementar qualquer funcionalidade que não exija autenticação, é recomendável incluir os cabeçalhos de autenticação adequados em todas as suas solicitações, mesmo que elas não exijam autenticação explicitamente.

Para ser adequadamente autenticada, uma solicitação deve incluir o cabeçalho Authorization e o cabeçalho X-GData-Key ou o parâmetro key. O cabeçalho X-GData-Key (ou o parâmetro key) especifica a sua chave de desenvolvedor, um valor que identifica exclusivamente os seus aplicativos. O cabeçalho Authorization especifica um token que você obtém para cada usuário por meio de um destes três esquemas de autenticação – AuthSub, OAuth ou ClientLogin – que estão disponíveis para permitir que os usuários acessem recursos do YouTube específicos da conta. A lista a seguir o ajudará a selecionar o esquema de autenticação adequado para o seu aplicativo.

  • A autenticação via proxy do AuthSub permite que aplicativos da web autentiquem usuários nas suas respectivas contas do YouTube, sem que seja preciso acessar o nome de usuário e a senha do usuário no YouTube. Você deve usar a autenticação AuthSub se estiver criando um aplicativo da web que permitirá aos usuários vincular vídeos, comentários, avaliações, contatos ou outras informações às suas próprias contas do YouTube.

  • O protocolo OAuth fornece um modo padrão de acessar dados protegidos em diferentes sites. Enquanto os métodos AuthSub e ClientLogin são específicos do Google, o OAuth é um protocolo aberto que pode ser implementado em outros sites. Assim como o AuthSub, você deve usar a autenticação OAuth se estiver criando um aplicativo da web que permitirá aos usuários vincular vídeos, comentários, avaliações, contatos ou outras informações às suas próprias contas do YouTube. O OAuth pode ser especialmente interessante se o seu aplicativo também se integrar com outras APIs além da API do YouTube, e se essas APIs também suportarem o protocolo OAuth. Acesse http://oauth.net para saber mais sobre o Oauth.

  • A autenticação ClientLogin permite associar todas as ações da API a uma única conta do YouTube. Você deve usar o ClientLogin se estiver criando um cliente instalado, autônomo e de apenas um usuário, como um aplicativo de computador. Nesse caso, o aplicativo solicitará que o usuário insira o seu nome de usuário e a sua senha do YouTube e, em seguida, usará esses valores para solicitar um token de autenticação ClientLogin.

    Observação: Você nunca deve criar um aplicativo da web que implemente a autenticação ClientLogin e exija que os usuários insiram nomes de usuário e senhas. Se você estiver criando um aplicativo da web que permite que as pessoas associem ações às suas respectivas contas do YouTube, use a autenticação AuthSub ou OAuth.

Como usar uma chave de desenvolvedor e o ID de cliente

Uma chave de desenvolvedor identifica o desenvolvedor do YouTube que está enviando uma solicitação à API. Um ID de cliente identifica o seu aplicativo para fins de login e depuração. Visite http://code.google.com/apis/youtube/dashboard/ para obter uma chave de desenvolvedor e um ID de cliente.

O YouTube fornece duas maneiras de especificar o ID de cliente e a chave de desenvolvedor em uma solicitação à API:

  • Ao fazer uma solicitação à API, use o cabeçalho de solicitação X-GData-Key para especificar a chave de desenvolvedor e o cabeçalho X-GData-Client para especificar o ID de cliente, conforme mostrado no exemplo a seguir:

    X-GData-Client: <client_id>
    X-GData-Key: key=<developer_key>
    
  • Inclua os parâmetros de consulta client e key no URL da solicitação.

    http://gdata.youtube.com/feeds/api/videos?q=SEARCH_TERM&client=CLIENT_ID&key=DEVELOPER_KEY
    

Observação: Especificar o ID de cliente e a chave de desenvolvedor é muito simples se você estiver usando uma de nossas bibliotecas-cliente. Nas bibliotecas-cliente, você fornece o ID de cliente e a chave de desenvolvedor ao inicializar o objeto do serviço YouTube, e todas as solicitações subsequentes enviadas usando esse objeto conterão o ID de cliente e a chave de desenvolvedor.

Autenticação necessária

Você precisa fazer login com o Google+ para fazer isso.

Fazendo login...

O Google Developers precisa de sua permissão para fazer isso.