Visão geral

No Campaign Manager 360, uma conversão é registrada por uma tag conhecida como atividade do Floodlight quando o usuário realiza uma ação predefinida após visualizar um anúncio. As ações normalmente marcadas por tags incluem o rastreamento de quando um usuário compra um item de uma loja on-line ou acessa uma página da Web para solicitar mais informações em um formulário on-line. Em geral, as conversões rastreadas pelo Google começam e terminam on-line.

Porém, as conversões de alguns anunciantes começam on-line e terminam off-line. Um exemplo disso é um usuário que começa a pesquisar um produto on-line, clica em um anúncio e conclui a compra por telefone ou em uma loja de varejo. Nesse cenário, o Campaign Manager 360 terá dados sobre a parte on-line da transação, mas não sobre a parte off-line. Portanto, a conversão não será registrada.

Para solucionar isso, o serviço Conversions da API Campaign Manager 360 permite que os anunciantes forneçam informações sobre a parte off-line dessas conversões diretamente ao Campaign Manager 360.

Requisitos

Antes de começar a trabalhar com o serviço Conversions, você precisará concluir as seguintes etapas:

  1. Crie e autorize um projeto de API conforme descrito no guia de Primeiros passos.
  2. Verifique se seu perfil de usuário do Campaign Manager 360 tem as permissões de função do usuário necessárias. Entre em contato com o administrador da conta do Campaign Manager 360 para ativar essas permissões, se necessário.
    • Inserir conversões off-line: permite fazer upload de novas conversões off-line por meio do batchinsert.
    • Atualizar conversões off-line: permite modificar as conversões off-line existentes por meio do batchupdate.

Corresponder conversões a atividades

As conversões off-line precisam ser correspondidas a uma atividade on-line no Campaign Manager 360. Você se referirá a essas atividades pelo floodlightActivityId delas e o floodlightConfigurationId correspondente.

Se você ainda não tiver uma atividade para rastrear conversões off-line, use o serviço FloodlightActivities da API para criar uma. Consulte o guia Tarefas comuns de tráfego para ver um exemplo de como fazer isso. A prática recomendada é criar atividades exclusivas para conversões off-line.

Acessar os códigos de clique, dispositivo e usuário

As conversões off-line também precisam ser atribuídas a um clique, dispositivo ou código de usuário (somente um desses pode ser usado por vez). Veja abaixo as formas mais comuns de conseguir esses códigos.

Com o ID de clique do Google

As conversões podem ser atribuídas a cliques no anúncio por meio de IDs de clique do Google (GCLIDs, na sigla em inglês). Encontre os GCLIDs no Google Ads ou no Search Ads 360.

É preciso informar os IDs de clique do Google no campo gclid.

Com o ID de correspondência

As conversões podem ser atribuídas pelo seu próprio identificador que foi sincronizado com o Google usando o recurso match_id no Floodlight.

Com o código do dispositivo móvel

As conversões podem ser atribuídas diretamente a dispositivos móveis pelo uso de identificadores de dispositivo de publicidade. Os seguintes identificadores são compatíveis:

É preciso informar esses identificadores no campo mobileDeviceId.

Usar a macro de correspondência %m

A macro %m pode ser inserida em URLs de clique ou de redirecionamento para um criativo. O servidor de anúncios expandirá essa macro em um código de usuário criptografado após um evento de clique. O código de usuário criptografado pode ser capturado diretamente do URL de redirecionamento ou de registros do servidor.

Os IDs capturados com a macro %m precisam ser informados nos campos encryptedUserId ou encryptedUserIdCandidates[].

Usar a Transferência de dados

A Transferência de dados é um recurso do Campaign Manager 360 que fornece acesso a dados de registro do servidor de anúncios no nível do evento. Esses dados são fornecidos em feeds separados, cada um formado por um único arquivo da Transferência de dados. Nesses arquivos, cada evento registrado está associado a um ID do usuário criptografado.

Para usar os códigos de usuário fornecidos em arquivos da Transferência de dados, você precisará encontrar uma maneira de corresponder um evento do servidor de anúncios on-line a um evento no seu sistema off-line. Geralmente, isso é feito usando variáveis personalizadas do Floodlight, que podem ser preenchidas dinamicamente com valores que identificam uma ação do usuário de modo único. Um fluxo de trabalho simplificado pode ter esta aparência:

  1. Uma tag de atividade do Floodlight é acionada, indicando o início de uma transação. A tag contém um valor de variável personalizada fornecido por você que identifica a transação de modo único.
  2. A transação continua e é concluída off-line, mantendo o mesmo identificador.
  3. Usando o identificador registrado quando a transação foi concluída, uma entrada correspondente é localizada no arquivo de registro de atividades da Transferência de dados indicando a atividade do Floodlight original.

Os IDs recuperados dos arquivos da Transferência de dados precisam ser informados nos campos encryptedUserId ou encryptedUserIdCandidates[].