Don't forget the Chrome Dev Summit, starting Monday at 10:00am (Pacific) and streaming live on YouTube. Schedule.

Adicionar Notificações Push a um app da Web

Visão geral do ##

Mensagens push fornecem uma maneira simples e eficaz para voltar a interagir com seus usuários e neste codelab você vai aprender como adicionar notificações push ao seu app da Web.

O que você aprenderá

  • Como se inscrever e cancelar a inscrição de um usuário para mensagens push
  • Como lidar com a entrada de mensagens push
  • Como exibir uma notificação
  • Como responder a cliques de notificação

O que será necessário

  • Chrome 52 ou superior
  • Web Server for Chrome, seu servidor de Web preferido
  • Um editor de texto
  • Conhecimento básico de HTML, CSS, JavaScript e Chrome DevTools
  • O exemplo de código, consulte Obter Configuração

Obter Configuração

Faça download do exemplo de código

Você pode obter o exemplo de código para este código fazendo download do zip aqui:

Link

ou clonando este repositório git:

git clone https://github.com/GoogleChrome/push-notifications.git

Se você baixou a fonte como um zip, descompactá-lo deve fornecer uma pasta raiz push-notifications-master.

Instale e verifique o servidor de Web

Embora você seja livre para usar seu próprio servidor de Web, este codelab é projetado para funcionar bem com o Chrome Web Server. Se ainda não tem esse aplicativo instalado, você pode instalá-lo pela Chrome Web Store.

Link

Após instalar o aplicativo Web Server for Chrome, clique no atalho Apps na barra de favoritos:

a80b29d5e878df22.png

Na janela seguinte, clique no ícone do Web Server:

dc07bbc9fcfe7c5b.png

Você verá esta caixa de diálogo, que lhe permite configurar seu servidor de Web local:

433870360ad308d4.png

Clique no botão choose folder, e selecione a pasta do app. Isto permitirá servir o seu trabalho em andamento pelo URL em destaque na caixa de diálogo do servidor de Web (na seção Web Server URL(s)).

Em Options, marque a caixa ao lado de "Automatically show index.html", como mostrado abaixo:

39b4e0371e9703e6.png

Em seguida, interrompa e reinicie o servidor, deslizando o botão de alternância marcado como "Web Server: STARTED" para a esquerda e de volta para a direita.

daefd30e8a290df5.png

Agora, visite seu site no seu navegador da Web (clicando no URL Web Server em destaque) e você deve ver uma página com a seguinte aparência:

4525ec369fc2ae47.png

Atualize sempre o service worker

Durante o desenvolvimento é útil garantir que seu service worker esteja sempre atualizado e tenha as últimas alterações.

Para configurar isso no Chrome, abra DevTools (clique com o botão direito do mouse > Inspect) e vá para o painel Application, clique na guia Service Workers e marque a caixa de seleção Update on Reload. Quando esta caixa de seleção está ativada, o service worker é forçosamente atualizado toda vez que a página recarrega.

6b698d7c7bbf1bc0.png

Registrar um Service Worker

No seu diretório app, perceba que você tem um arquivo vazio chamado sw.js. Este arquivo será o seu service worker. Por enquanto ele pode ficar vazio, adicionaremos código a ele mais tarde.

Primeiro, precisamos registrar este arquivo como nosso Service Worker.

Nossa página app/index.html carrega scripts/main.js, e é neste arquivo de JavaScript que registraremos nosso service worker.

Adicione o código a seguir ao scripts/main.js:

if ('serviceWorker' in navigator && 'PushManager' in window) {
  console.log('Service Worker and Push is supported');

  navigator.serviceWorker.register('sw.js')
  .then(function(swReg) {
    console.log('Service Worker is registered', swReg);

    swRegistration = swReg;
  })
  .catch(function(error) {
    console.error('Service Worker Error', error);
  });
} else {
  console.warn('Push messaging is not supported');
  pushButton.textContent = 'Push Not Supported';
}

Esse código verifica se service workers e mensagens push são suportados pelo navegador atual e, caso sejam, ele registra nosso arquivo sw.js.

Experimente

Verifique suas alterações, abrindo o URL 127.0.0.1:8887 no navegador.

Abra Chrome DevTools para verificar o console quanto a Service Worker is registered, assim:

de3ceca91043d278.png

Obtenha as Chaves do Servidor do Aplicativo

Para trabalhar com este codelab, você precisa gerar algumas chaves de servidor de aplicativo, o que podemos fazer com este site associado: https://web-push-codelab.appspot.com/

Aqui você pode gerar um par de chaves pública e privada.

a1304b99e7b981dd.png

Copie a chave pública para scripts/main.js substituindo o valor <Your Public Key>:

const applicationServerPublicKey = '<Your Public Key>';

Observação: Nunca se deve colocar sua chave privada no aplicativo da Web!

Inicializar Estado

No momento, o botão do aplicativo da Web está desativado e não pode ser clicado. Isso ocorre porque é uma boa prática desativar o botão de push por padrão e ativá-lo quando se sabe que push é suportado e pode-se saber se o usuário está inscrito ou não.

Vamos criar duas funções em scripts/main.js, uma chamada initialiseUI, que vai verificar se o usuário está inscrito, e uma chamada updateBtn, que habilitará nosso botão e mudará o texto dependendo se do status de inscrição do usuário.

Nossa função initialiseUI deve ter a seguinte aparência:

function initialiseUI() {
  // Set the initial subscription value
  swRegistration.pushManager.getSubscription()
  .then(function(subscription) {
    isSubscribed = !(subscription === null);

    if (isSubscribed) {
      console.log('User IS subscribed.');
    } else {
      console.log('User is NOT subscribed.');
    }

    updateBtn();
  });
}

Nosso novo método usa o swRegistration da etapa anterior e chama getSubscription() em seu pushManager. getSubscription() é um método que retorna uma promessa que se resolve com a inscrição atual, se houver; caso contrário, ele retorna null. Com isso, podemos verificar se o usuário já está inscrito ou não, definir um estado e depois chamar updateBtn(), para que o botão possa ser ativado com algum texto útil.

Adicione o código a seguir para implementar a função updateBtn().

function updateBtn() {
  if (isSubscribed) {
    pushButton.textContent = 'Disable Push Messaging';
  } else {
    pushButton.textContent = 'Enable Push Messaging';
  }

  pushButton.disabled = false;
}

Esta função simplesmente muda o texto, dependendo do status de inscrição do usuário e, em seguida, ativa o botão.

A última coisa a fazer é chamar initialiseUI() quando nosso service worker está registrado.

navigator.serviceWorker.register('sw.js')
.then(function(swReg) {
  console.log('Service Worker is registered', swReg);

  swRegistration = swReg;
  initialiseUI();
})

Experimente

Abra seu app da Web, você deve ver que o botão 'Enable Push Messaging' agora está ativado (é possível clicar nele) e deve ver ‘User NOT subscribed.' no console.

15f6375617c11974.png

Com o progresso ao longo do codelab, você deve ver o texto do botão mudar quando o usuário está inscrito/não inscrito.

Inscreva o usuário

No momento, nosso botão 'Enable Push Messaging' não faz quase nada, então vamos consertar isso.

Adicione um ouvinte de clique ao nosso botão na função initialiseUI(), assim:

function initialiseUI() {
  pushButton.addEventListener('click', function() {
    pushButton.disabled = true;
    if (isSubscribed) {
      // TODO: Unsubscribe user
    } else {
      subscribeUser();
    }
  });

  // Set the initial subscription value
  swRegistration.pushManager.getSubscription()
  .then(function(subscription) {
    isSubscribed = !(subscription === null);

    updateSubscriptionOnServer(subscription);

    if (isSubscribed) {
      console.log('User IS subscribed.');
    } else {
      console.log('User is NOT subscribed.');
    }

    updateBtn();
  });
}

Quando o usuário clica no botão de push, primeiro desativamos o botão, apenas para certificar que o usuário não possa clicar nele uma segunda vez enquanto o estamos inscrevendo para push, pois isso pode levar algum tempo.

Em seguida, chamamos subscribeUser() quando sabemos que o usuário não está inscrito atualmente, portanto, copie e cole o código a seguir no scripts/main.js.

function subscribeUser() {
  const applicationServerKey = urlB64ToUint8Array(applicationServerPublicKey);
  swRegistration.pushManager.subscribe({
    userVisibleOnly: true,
    applicationServerKey: applicationServerKey
  })
  .then(function(subscription) {
    console.log('User is subscribed:', subscription);

    updateSubscriptionOnServer(subscription);

    isSubscribed = true;

    updateBtn();
  })
  .catch(function(err) {
    console.log('Failed to subscribe the user: ', err);
    updateBtn();
  });
}

Vamos analisar o que este código está fazendo e como está inscrevendo o usuário para mensagens push.

Primeiro, tomamos a chave pública do servidor do aplicativo, que é codificada com base em URL 64 seguro, e a convertemos em um UInt8Array, pois esta é a interação esperada da chamada de inscrição. Já lhe demos a função urlB64ToUint8Array no topo de scripts/main.js.

Depois de converter o valor, chamamos o método subscribe() no pushManager do nosso service worker, passando a chave pública do nosso servidor de aplicativo e o valor userVisibleOnly: true.

const applicationServerKey = urlB64ToUint8Array(applicationServerPublicKey);
swRegistration.pushManager.subscribe({
  userVisibleOnly: true,
  applicationServerKey: applicationServerKey
})

O parâmetro userVisibleOnly é, basicamente, uma admissão de que você vai mostrar uma notificação cada vez que um push for enviado. No momento desta redação, este valor é obrigatório e deve ser verdadeiro.

Chamar subscribe() retorna uma promessa que se resolverá após as seguintes etapas:

  1. O usuário concedeu permissão para exibir notificações.
  2. O navegador enviou uma solicitação de rede a um serviço de push para obter os detalhes para gerar um PushSubscription.

A promessa subscribe() se resolve com um PushSubscription se essas etapas tiverem sido bem sucedidas. Se o usuário não conceder permissão, ou se houver qualquer problema para inscrever o usuário, a promessa será rejeitada com um erro. Isso nos dá a seguinte cadeia de promessa em nosso codelab:

swRegistration.pushManager.subscribe({
  userVisibleOnly: true,
  applicationServerKey: applicationServerKey
})
.then(function(subscription) {
  console.log('User is subscribed:', subscription);

  updateSubscriptionOnServer(subscription);

  isSubscribed = true;

  updateBtn();

})
.catch(function(err) {
  console.log('Failed to subscribe the user: ', err);
  updateBtn();
});

Com isso, obtemos uma assinatura e tratamos o usuário como inscrito, ou pegamos o erro e o imprimimos para o console. Em ambos os cenários, chamamos updateBtn() para garantir que o botão seja reativado e tenha o texto apropriado.

O método updateSubscriptionOnServer é um método onde, em um aplicativo real enviaríamos nossa inscrição para um back-end; porém, para o nosso codelab, vamos imprimir a inscrição em nossa IU, que nos será útil mais tarde. Adicione este método a scripts/main.js:

function updateSubscriptionOnServer(subscription) {
  // TODO: Send subscription to application server

  const subscriptionJson = document.querySelector('.js-subscription-json');
  const subscriptionDetails =
    document.querySelector('.js-subscription-details');

  if (subscription) {
    subscriptionJson.textContent = JSON.stringify(subscription);
    subscriptionDetails.classList.remove('is-invisible');
  } else {
    subscriptionDetails.classList.add('is-invisible');
  }
}

Experimente

Se voltar ao seu app da Web e tentar clicar no botão, você deve ver uma solicitação de permissão como esta:

227cea0abe03a5b4.png

Se conceder a permissão, você deve ver o console imprimir User is subscribed: com o PushSubscription, o texto do botão mudará para 'Disable Push Messaging' e poderá ver a inscrição como JSON na parte inferior da página.

8fe2b1b110f87b34.png

Permissão de Gerenciamento Negada

Uma coisa que ainda não tratamos é o que acontece se o usuário bloquear a solicitação de permissão. Isso precisa de uma consideração exclusiva, porque se o usuário bloquear a permissão, nosso app da Web não será capaz de voltar a mostrar a solicitação de permissão e não poderá inscrever o usuário, portanto, precisamos desativar pelo menos um botão push para que o usuário sabe que ele não pode ser usado.

O lugar óbvio para gerenciarmos este cenário é na função updateBtn(). Tudo que precisamos fazer é verificar o valor Notification.permission, assim:

function updateBtn() {
  if (Notification.permission === 'denied') {
    pushButton.textContent = 'Push Messaging Blocked.';
    pushButton.disabled = true;
    updateSubscriptionOnServer(null);
    return;
  }

  if (isSubscribed) {
    pushButton.textContent = 'Disable Push Messaging';
  } else {
    pushButton.textContent = 'Enable Push Messaging';
  }

  pushButton.disabled = false;
}

Sabemos que, se a permissão for denied, o usuário não pode ser inscrito e não há nada mais que possamos fazer, de modo que desabilitar o botão definitivamente é a melhor abordagem.

Experimente

Como já concedemos permissão para nosso app da Web na etapa anterior, precisamos clicar no i em um círculo na barra de URL e alterar a permissão de notificações para Use global default (Ask).

8775071d7fd66432.png

Após alterar essa configuração, atualize a página e clique no botão Enable Push Messaging e, desta vez, selecione Block na caixa de diálogo de permissão. O texto do botão agora será Push Messaging Blocked e estará desativado.

2b5314607196f4e1.png

Com esta alteração, agora podemos inscrever o usuário e estamos cuidando dos possíveis cenários de permissão.

Gerenciar um Evento Push

Antes de falar sobre como enviar uma mensagem push do seu back-end, precisamos considerar o que realmente acontecerá quando um usuário inscrito receber uma mensagem push.

Quando disparamos uma mensagem push, o navegador recebe a mensagem push, descobre para qual service worker o push se destina antes de ativar esse service worker e despachar um evento push. Precisamos ouvir esse evento e mostrar uma notificação, como resultado.

Adicione o seguinte código ao seu arquivo sw.js:

self.addEventListener('push', function(event) {
  console.log('[Service Worker] Push Received.');
  console.log(`[Service Worker] Push had this data: "${event.data.text()}"`);

  const title = 'Push Codelab';
  const options = {
    body: 'Yay it works.',
    icon: 'images/icon.png',
    badge: 'images/badge.png'
  };

  event.waitUntil(self.registration.showNotification(title, options));
});

Vamos passar por este código. Estamos ouvindo por eventos push em nosso service worker, adicionando um ouvinte de eventos ao nosso service worker, que é este pedaço de código:

self.addEventListener('push', ...... );

A menos que você já tenha usado Web Workers antes, self é provavelmente novo. self está fazendo referência ao service worker em si, por isso estamos adicionando um ouvinte de eventos ao nosso service worker.

Quando uma mensagem push é recebida, nosso ouvinte de eventos será acionado, e criamos uma notificação chamando showNotification() em nosso registro. showNotification() espera um title e podemos receber um objeto options. Aqui, definiremos um corpo, ícone e indicador para a mensagem nas opções (o indicador é usado somente em Android no momento desta redação).

const title = 'Push Codelab';
const options = {
  body: 'Yay it works.',
  icon: 'images/icon.png',
  badge: 'images/badge.png'
};
self.registration.showNotification(title, options);

A última coisa a tratar no nosso evento push é event.waitUntil(). Este método requer uma promessa e o navegador manterá seu service worker funcionando até que a promessa passado tenha se resolvido.

Para tornar o código acima de um pouco mais fácil de entender, podemos reescrevê-lo assim:

const notificationPromise = self.registration.showNotification(title, options);
event.waitUntil(notificationPromise);

Agora que já analisamos o evento push, vamos testar um evento push.

Experimente

Com nosso evento push no service worker, podemos testar o que acontece quando uma mensagem é recebida desencadeando um evento push falso com o uso de DevTools.

Em seu app da Web, inscreva-se para mensagens push, certificando-se de que você tenha User IS subscribed em seu console; em seguida, vá para o painel Application do DevTools e, na guia Service Workers, clique no link Push sob seu service worker.

2b089bdf10a8a945.png

Depois de clicar nele, você deve ver uma notificação como esta:

eee7f9133a97c1c4.png

Observação: Se este passo não funcionar, tente cancelar o registro do seu service worker, através do link Unregister no painel DevTools Application, aguarde o service worker ser parado e, em seguida, atualize a página.

Clique em notificação

Se clicar em uma dessas notificações, você perceberá que nada acontece. Podemos gerenciar cliques em notificação ouvindo por eventos notificationclick no seu service worker.

Comece adicionando um ouvinte notificationclick em sw.js assim:

self.addEventListener('notificationclick', function(event) {
  console.log('[Service Worker] Notification click Received.');

  event.notification.close();

  event.waitUntil(
    clients.openWindow('https://developers.google.com/web/')
  );
});

Quando o usuário clica na notificação, o ouvinte de evento notificationclick será chamado.

Neste codelab, primeiro fechamos a notificação que foi clicada com:

event.notification.close();

Em seguida, abrimos uma nova janela/guia carregando o url developers.google.com/web/, fique à vontade para alterá-lo :)

clients.openWindow('https://developers.google.com/web/')

Estamos chamando event.waitUntil() novamente para garantir que o navegador não encerre nosso service worker antes que nossa nova janela tenha sido exibida.

Experimente

Tente acionar uma mensagem automática no DevTools e clicar novamente na notificação. Agora você verá a notificação fechar e abrir uma nova guia.

Envio de mensagens push

Vimos que nosso app da Web é capaz de mostrar uma notificação usando DevTools e aprendemos como fechar a notificação de um clique, o próximo passo é enviar uma mensagem push real.

Normalmente, o processo para isso seria o envio de uma inscrição a partir de uma página da Web para um back-end e o back-end acionaria uma mensagem push, fazendo uma chamada de API para o ponto final na inscrição.

Isso está fora do escopo deste codelab, mas você pode usar o site associado (https://web-push-codelab.appspot.com/) neste codelab para acionar uma mensagem push real. Copie e cole a inscrição na parte inferior da sua página:

cf0e71f76cb79cc4.png

Em seguida, cole-a na área de texto Subscription to Send To do site do associado:

a12fbfdc08233592.png

Em seguida, sob Text to Send você pode adicionar qualquer string que deseja enviar com a mensagem push e, finalmente, clicar no botão Send Push Message.

2973c2b818ca9324.png

Em seguida, você deve receber uma mensagem push e o texto que incluiu será impresso para o console.

75b1fedbfb7e0b99.png

Isso deve te dar uma chance para testar o envio e recebimento de dados e a manipulação de notificações resultante.

O aplicativo associado é, na verdade, apenas um servidor de nó que está usando a biblioteca web-push para enviar mensagens. Vale a pena conferir as bibl-web-push org no GitHub para ver quais bibliotecas estão disponíveis para enviar mensagens push para você (isso gerencia diversos pequenos pormenores para acionar mensagens push).

Cancelar a inscrição do usuário

A única coisa que está faltando é a capacidade de cancelar a inscrição para push do usuário. Para fazer isso, precisamos chamar unsubscribe() em uma PushSubscription.

De volta ao nosso arquivo scripts/main.js, altere o ouvinte de clique pushButton em initialiseUI() para o seguinte:

pushButton.addEventListener('click', function() {
  pushButton.disabled = true;
  if (isSubscribed) {
    unsubscribeUser();
  } else {
    subscribeUser();
  }
});

Observe que agora vamos chamar uma nova função unsubscribeUser(). Neste método, obteremos a inscrição atual e chamamos cancelar inscrição nela. Adicione o código a seguir ao scripts/main.js:

function unsubscribeUser() {
  swRegistration.pushManager.getSubscription()
  .then(function(subscription) {
    if (subscription) {
      return subscription.unsubscribe();
    }
  })
  .catch(function(error) {
    console.log('Error unsubscribing', error);
  })
  .then(function() {
    updateSubscriptionOnServer(null);

    console.log('User is unsubscribed.');
    isSubscribed = false;

    updateBtn();
  });
}

Vamos analisar esta função.

Primeiro obtemos a inscrição atual, chamando getSubscription():

swRegistration.pushManager.getSubscription()

Isso retorna uma promessa que resolve com uma PushSubscription, se existir, caso contrário, retorna null. Se houver uma inscrição, chamamos unsubscribe() o que invalida a PushSubscription.

swRegistration.pushManager.getSubscription()
.then(function(subscription) {
  if (subscription) {
    // TODO: Tell application server to delete subscription
    return subscription.unsubscribe();
  }
})
.catch(function(error) {
  console.log('Error unsubscribing', error);
})

Chamar unsubscribe() retorna uma promessa, pois isso pode levar algum tempo para ser concluído, então retornamos a promessa para que o próximo then() na cadeia aguarde a finalização de unsubscribe(). Também adicionamos um gerenciador de captura para o caso da chamada unsubscribe() resultar em um erro. Depois disso, podemos atualizar nossa IU.

.then(function() {
  updateSubscriptionOnServer(null);

  console.log('User is unsubscribed.');
  isSubscribed = false;

  updateBtn();
})

Experimente

Você deve conseguir pressionar o botão Enable Push Messaging / Disable Push Messaging em seu app da Web e os registros mostrarão o usuário sendo inscrito e tendo sua inscrição cancelada.

33dd89c437c17c97.png

Concluído

Parabéns pela conclusão deste codelab!

Este codelab mostrou como começar a usar a adição push ao seu app da Web. Se deseja saber mais sobre o que notificações de web podem fazer, confira estes docs.

Se procura implantar push em seu site, você pode estar interessado em adicionar suporte para navegadores compatíveis mais antigos/não-padrão que utilizam GCM, saiba mais aqui.

Leitura adicional

Postagens do blog relevantes

Encontrou um problema ou tem feedback?

Ajude-nos a melhorar nossos codelabs reportando um problema hoje. E obrigado!