Referência da Console API

Use a Console API para gravar informações no console, criar perfis JavaScript e iniciar uma sessão de depuração.

console.assert(expression, object)

Grava um erro no console quando a expressão avaliada é false.

function greaterThan(a,b) {
  console.assert(a > b, {"message":"a is not greater than b","a":a,"b":b});
}
greaterThan(5,6);

Exemplo de console.assert()

console.clear()

Apaga o console.

console.clear();

Se a caixa de seleção Preserve log estiver marcada, console.clear() está desativado. No entanto, pressionar o botão clear console (botão clear console) ou digitar o atalho Ctrl+L com o Console em foco ainda funciona.

Consulte Apagar o console para saber mais.

console.count(label)

Grava o número de vezes em que count() foi invocado na mesma linha com o mesmo rótulo.

function login(name) {
  console.count(name + ' logged in');
}

Exemplo de console.count()

Consulte Contar execuções de declaração para obter mais exemplos.

console.debug(object [, object, ...])

Idêntico a console.log().

console.dir(object)

Gera uma representação JavaScript do objeto especificado. Se o objeto sendo registrado é um elemento HTML, as propriedades da sua representação de DOM são geradas conforme exibido abaixo:

console.dir(document.body);

Exemplo de klzzwxh:0018

Saiba mais sobre o formatador de objeto de equivalência de funcionalidade (%O) e muito mais em [Substituição e formatação de strings][of].

console.dirxml(object)

Gera uma representação XML dos elementos descendentes de object se possível, ou a representação JavaScript se não for possível. Chamar console.dirxml() em elementos HTML e XML é equivalente a chamar console.log().

console.dirxml(document);

Exemplo de console.dirxml()

console.error(object [, object, ...])

Gera uma mensagem semelhante a console.log(), estiliza a mensagem como um erro e inclui um rastreamento de pilha de onde o método foi chamado.

console.error('error: name is undefined');

Exemplo de console.error()

console.group(object[, object, ...])

Inicia um novo grupo de registro com um título opcional. Todas as saídas do console que ocorrerem após console.group() e antes console.groupEnd() são visualmente agrupadas.

function name(obj) {
  console.group('name');
  console.log('first: ', obj.first);
  console.log('middle: ', obj.middle);
  console.log('last: ', obj.last);
  console.groupEnd();
}

name({"first":"Wile","middle":"E","last":"Coyote"});

Exemplo de console.group()

Você também pode aninhar grupos:

function name(obj) {
  console.group('name');
  console.log('first: ', obj.first);
  console.log('middle: ', obj.middle);
  console.log('last: ', obj.last);
  console.groupEnd();
}

function doStuff() {
  console.group('doStuff()');
  name({"first":"Wile","middle":"E","last":"coyote"});
  console.groupEnd();
}

doStuff();

Exemplo de nested console.group()

console.groupCollapsed(object[, object, ...])

Cria um novo grupo de registro que fica inicialmente fechado em vez de aberto.

console.groupCollapsed('status');
console.log("peekaboo, you can't see me");
console.groupEnd();

console.groupEnd()

Fecha um grupo de registro. Consulte console.group para obter um exemplo.

console.info(object [, object, ...])

Gera uma mensagem como console.log(), mas também exibe um ícone (círculo azul com "i" branco) perto da saída.

console.log(object [, object, ...])

Exibe uma mensagem no console. Passe um ou mais objetos a este método. Cada objeto é avaliado e concatenado em uma string de espaço delimitado.

console.log('Hello, Logs!');

Especificadores de formato

O primeiro objeto que você passar pode conter um ou mais especificadores de formato. Um especificador de formato é composto do sinal de porcentagem (%) seguido de uma letra que indica a formatação a aplicar.

Guias relacionados:

console.profile([label])

Inicia um perfil de CPU JavaScript com um rótulo opcional. Para concluir o perfil, chame console.profileEnd(). Cada perfil é adicionado ao painel Profiles .

function processPixels() {
  console.profile("processPixels()");
  // later, after processing pixels
  console.profileEnd();
}

console.profileEnd()

Interrompe a sessão de criação de perfil de CPU do JavaScript atual, se houver uma em progresso, e gera o relatório para o painel Profiles.

Consulte console.profile() para obter um exemplo.

console.time(label)

Inicia um novo cronômetro com um rótulo associado. Quando console.timeEnd() é chamado com o mesmo rótulo, o cronômetro é parado e o tempo decorrido é exibido no console. Os valores do cronômetro são precisos até os submilissegundos. As strings passadas a time() e timeEnd() devem ser iguais, senão o cronômetro não finalizará.

console.time("Array initialize");
var array = new Array(1000000);
for (var i = array.length - 1; i >= 0; i--) {
  array[i] = new Object();
}
console.timeEnd("Array initialize");

Exemplo de console.time()

console.timeEnd(label)

Para o cronômetro atual, se houver um em progresso, e apresenta o rótulo do cronômetro seguido do tempo decorrido no Console.

Consulte console.time() para obter um exemplo.

console.timeStamp([label])

Adiciona um evento à linha do tempo durante uma sessão de gravação.

console.timeStamp('check out this custom timestamp thanks to console.timeStamp()!');

Exemplo de console.timeStamp()

Guias relacionados:

console.trace(object)

Gera um rastreamento de pilha do ponto onde o método foi chamado.

console.trace();

Exemplo de console.trace()

console.warn(object [, object, ...])

Gera uma mensagem como console.log(), mas também exibe um ícone de aviso amarelo ao lado da mensagem registrada.

console.warn('user limit reached!');

Exemplo de console.warn()