Missed the action at the 2018 Chrome Dev Summit? Catch up with our playlist on the Google Chrome Developers channel on YouTube. Watch now.

WebVR

Aviso: a WebVR ainda é experimental e, por isso, está sujeita a mudanças.

A WebVR é uma JavaScript API que se beneficia de qualquer fone de ouvido de RV e de um dispositivo compatível com RV dos usuários — como o fone Daydream e o celular Pixel — para criar experiências 3D totalmente imersivas no navegador.

Primeiros passos com a WebVR

Suporte e disponibilidade

Hoje, a WebVR API está disponível no:

  • Chrome Beta (M56+) com um Teste na origem.
  • Firefox Nightly.
  • Navegador Samsung Internet do Gear VR (observação: compatível com uma versão mais antiga da especificação da WebVR).

Para navegadores que não oferecem suporte à WebVR ou que talvez tenham versões antigas das APIs, você pode voltar para o Polyfill da WebVR. Porém, não se esqueça de que a RV está fortemente ligada a desempenho e os polyfills normalmente têm custo de desempenho relativamente alto, por isso, pode ser uma boa ideia avaliar se você realmente quer usar o polyfill para um usuário que não tem suporte nativo à WebVR.

Se estiver em dúvida, evite dar às pessoas sensação de náusea com experiências de desempenho ruim!

Fique por dentro das novidades da WebVR.

Criar conteúdo para a WebVR

Para criar conteúdo para a WebVR, você precisa fazer uso de algumas APIs novas e de tecnologias já estabelecidas, como a WebGL e a Web Audio, além de levar em consideração diversos tipos de interação e fones de ouvido.

Primeiros passos com a WebVR

Primeiros passos com a WebVR

Comece dez passos à frente na WebVR pegando uma cena WebGL e adicionando APIs de RV.
Saiba mais

Adicionar interação a uma cena da WebVR

Adicionar interação a uma cena da WebVR

Interação é fundamental para uma experiência envolvente e imersiva.
Primeiros passos

Mais materiais

Há alguns materiais excelentes sobre a WebVR aparecendo em toda a internet.

Controle o seu desempenho

Desempenho da WebVR

Para minimizar o desconforto das pessoas que usufruem de experiências da WebVR, é preciso manter a taxa de quadros constante (e alta). Sem isso, os usuários podem ficar enjoados com os movimentos.

Em dispositivos móveis, a taxa de atualização é normalmente de 60 Hz, o que significa que a meta é 60 fps (ou 16 ms por quadro incluindo a sobrecarga do navegador por quadro). Nos computadores, a meta normalmente é 90 Hz (11 ms incluindo a sobrecarga).

Para chegar a esses números, você precisará testar regularmente nos dispositivos de destino e deverá usar a Timeline do Chrome DevTools para medir o consumo por quadro.

Receba o Progressive Enhancement de braços abertos

Use o Progressive Enhancement para maximizar o alcance

O que você faz se os usuários não tiverem um dispositivo de realidade virtual para a cabeça (HMD) ou dispositivo compatível com RV? A melhor resposta é: use o Progressive Enhancement.

  1. Presuma que o usuário esteja usando dispositivo de entrada tradicional, como teclado, mouse ou tela tátil, e não tenha acesso a um fone de ouvido de RV.
  2. Adapte a mudanças na interação e na disponibilidade de fones de ouvido em tempo de execução.

Graças às WebVR APIs, podemos detectar mudanças no ambiente de RV para descobrir e adaptar-nos a mudanças na interação e nas opções de visualização no dispositivo do usuário.

Presumindo um ambiente sem RV primeiro, é possível maximizar o alcance das suas experiências e garantir que você ofereça a melhor experiência possível, seja qual for o equipamento usado pelos usuários.

Para saber mais, leia nosso guia sobre como adicionar interação a uma cena da WebVR.