Gerenciador de tags + Firebase: primeiros passos

Introdução

Os desenvolvedores podem usar a interface do Gerenciador de tags do Google para implementar e gerenciar as tags e os pixels de avaliação nos aplicativos para dispositivos móveis deles, sem ter de recriar e reenviar os binários aos mercados de aplicativos. Os profissionais que trabalham com o Firebase Analytics podem adicionar facilmente o Gerenciador de tags do Google e usá-lo para gerenciar e fazer alterações na implementação, mesmo após o envio do aplicativo.

Eles podem registrar eventos importantes para decidir quais tags ou pixels de acompanhamento precisam ser disparados. No momento, o Gerenciador é compatível com as tags dos seguintes produtos:

  • Firebase Analytics
  • Google Analytics
  • Floodlight
  • Google Ads
  • Adjust
  • AppsFlyer
  • Apsalar
  • Kochava
  • Tune
  • Custom Function Calls (para outros produtos)

Pré-requisitos

Antes de começar, faça o seguinte:

Veja na seção a seguir as etapas para configurar e usar o Gerenciador de tags do Google no seu aplicativo Android.

Primeiros passos

  1. Adicionar o Gerenciador de tags do Google ao seu projeto.
  2. Registrar eventos e variáveis.
  3. Disparar as tags.
  4. Visualizar, depurar e publicar seu contêiner.

1. Adicionar o Gerenciador de tags do Google ao seu projeto

  1. No seu arquivo Gradle do módulo (geralmente app/build.gradle), adicione a seguinte dependência na biblioteca do Gerenciador de tags:
    dependencies {
      // ...
      compile 'com.google.android.gms:play-services-tagmanager:11.0.4'
    }
    
  2. Faça login na sua conta do Gerenciador de tags do Google.
  3. Selecione um contêiner para dispositivos móveis.
  4. Clique em Versões na barra de navegação superior.
  5. Clique em Ações > Download na versão do contêiner selecionada.

    fazer o download de um contêiner

  6. Crie a pasta app/main/assets/containers, se necessário, e adicione a ela o contêiner salvo.

2. Registrar eventos e variáveis

O Gerenciador de tags do Google usa os eventos, os parâmetros e as propriedades do usuário do Firebase Analytics para acionar e criar as tags que você configurou na interface da Web do Gerenciador. Assim, sua implementação do Firebase Analytics atua como a camada de dados.

Leia a documentação do desenvolvedor do Firebase Analytics para ver instruções sobre como registrar eventos e configurar as propriedades do usuário.

Configurar variáveis no Gerenciador de tags

Para usar o valor dos parâmetros do evento e das propriedades do usuário do Firebase no Gerenciador de tags do Google, configure variáveis na interface do Gerenciador.

Por exemplo, se você registrasse o seguinte evento personalizado no seu aplicativo:

Bundle params = new Bundle();
params.putString("image_name", name);
params.putString("full_text", text);
mFirebaseAnalytics.logEvent("share_image", params);

poderia configurar novas variáveis do parâmetro do evento no Gerenciador de tags do Google para capturar os valores de image_name e full_text parameter:

  • Nome da variável: nome da imagem
  • Tipo da variável: parâmetro do evento
  • Nome da chave do parâmetro do evento: image_name

e:

  • Nome da variável: texto completo
  • Tipo da variável: parâmetro do evento
  • Nome da chave do parâmetro do evento: full_text

Da mesma forma, se você definisse a seguinte propriedade do usuário no seu aplicativo:

mFirebaseAnalytics.setUserProperty("favorite_food", mFavoriteFood);

poderia configurar uma nova variável da propriedade do usuário do Firebase no Gerenciador de tags do Google para capturar o valor de favorite_food:

  • Nome da variável: comida favorita
  • Tipo da variável: propriedade do usuário do Firebase
  • Nome da chave do parâmetro do evento: favorite_food

Modificar e bloquear eventos do Firebase Analytics

Com o Gerenciador de tags do Google, você pode modificar e bloquear eventos antes que eles sejam registrados no Firebase Analytics. Ao modificar eventos, é possível adicionar, remover ou alterar os valores dos parâmetros dos eventos ou ajustar os nomes deles sem precisar atualizar os aplicativos. Os eventos não bloqueados serão registrados no Firebase Analytics.

O Firebase Analytics também registra automaticamente alguns eventos e propriedades do usuário. Assim, você não precisa adicionar códigos para ativá-los. Esses dados coletados automaticamente podem ser usados no Gerenciador de tags do Google, mas não podem ser bloqueados.

3. Disparar as tags

As variáveis de nome e de parâmetro de evento do Firebase, além de outras variáveis, são usadas para configurar os acionadores. As condições do acionador são avaliadas sempre que você registra um evento do Firebase. Por padrão, os eventos do Firebase Analytics são disparados automaticamente. É possível adicionar uma tag do Firebase Analytics ao Gerenciador de tags para evitar que os eventos sejam enviados ao Firebase Analytics.

4. Visualizar, depurar e publicar seu contêiner

Antes de publicar uma versão do seu contêiner, convém visualizá-lo para garantir que ele funcione conforme o esperado. Com o Gerenciador de tags do Google, você pode visualizar as versões do seu contêiner, gerando links e códigos QR na interface da Web do Gerenciador e usando-os para abrir o aplicativo. Você também pode habilitar um modo de registro detalhado para depurar qualquer comportamento inesperado.

Visualizar o contêiner

Antes de visualizar um contêiner, gere um URL de visualização na interface da Web do Gerenciador de tags do Google. Para isso, selecione a versão do contêiner que você quer ver e selecione Visualizar. Salve este URL de visualização para usar nas etapas posteriores.

Os URLs de visualização estão disponíveis na janela de visualização da interface da Web do Gerenciador de tags
Figura 1: como gerar um URL de visualização na interface da Web do Gerenciador de tags.

Para visualizar seu contêiner, faça o seguinte (se você usa o Android Studio, pule para a etapa 3):

  1. Adicione esta atividade de visualização ao seu arquivo AndroidManifest:
    <!--  Add preview activity. -->
    <activity
      android:name="com.google.android.gms.tagmanager.TagManagerPreviewActivity"
      android:noHistory="true">  <!-- optional, removes the previewActivity from the activity stack. -->
      <intent-filter>
        <data android:scheme="tagmanager.c.com.example.app" />
        <action android:name="android.intent.action.VIEW" />
        <category android:name="android.intent.category.DEFAULT" />
        <category android:name="android.intent.category.BROWSABLE"/>
      </intent-filter>
    </activity>
    
  2. Altere esta linha para incluir o nome do pacote do seu aplicativo:
    <data android:scheme="tagmanager.c.com.example.app"/>
    
  3. Na interface da Web do Gerenciador de tags do Google, gere um link de visualização:
    1. Faça login na sua conta do Gerenciador de tags do Google.
    2. Selecione um contêiner para dispositivos móveis.
    3. Clique em Versões na barra de navegação superior.
    4. Clique em Ações > Visualizar na versão do contêiner que você quer ver.
    5. Digite o nome do pacote do seu aplicativo.
    6. Clique em Gerar link de visualização de entrada.
  4. Interrompa o aplicativo e use o link de visualização gerado ou o código QR para iniciá-lo.
  5. Para sair do modo de visualização, clique em um link gerado pela opção Gerar link de saída da visualização na interface da Web.

Depurar o contêiner

Para resolver problemas na implementação do contêiner, ative o registro detalhado:

$ adb shell setprop log.tag.GoogleTagManager VERBOSE

Publicar o contêiner

Publique o contêiner depois de visualizá-lo e verificar se ele está funcionando. Em seguida, as configurações das tags ficarão disponíveis para os usuários de aplicativos para dispositivos móveis.

Próxima

Leia sobre a configuração avançada.