Criar uma lista de URLs

Para que nossos sistemas encontrem seu conteúdo, precisamos dos URLs deles. Conforme descrito na introdução à indexação, nossos sistemas podem rastrear o conteúdo do seu site por meio do curso natural determinado por nossos algoritmos, sem qualquer trabalho adicional da sua parte. Isso pode ser adequado para seus objetivos.

No entanto, quando você tiver conteúdo que não for prontamente vinculado a outras páginas, como novas páginas ou informações obscuras, ajude nosso sistema a encontrar seus URLs incluindo-os em uma lista conhecida como sitemap. Em muitos casos, isso é tudo o que você precisa fazer para que nossos sistemas detectem as últimas marcações e exibam seu conteúdo em visualizações da pesquisa aprimorada nos resultados com mais facilidade.

Tipos de URLs que você fornece

Os URLs que você fornece ao Google se enquadram em duas classificações gerais:

  • URLs canônicos: são os principais URLs do seu conteúdo.

    Na maioria dos casos, o URL canônico é o URL preferido usado para acessar um conteúdo específico em um site. Por exemplo, se o conteúdo estiver disponível em URLs separados para HTML e HTML para AMP, e você preferir a versão HTML, defina o URL da versão HTML como o URL canônico. Por outro lado, se o site for criado inteiramente em HTML para AMP sem conteúdo HTML correspondente, o URL de AMP deverá ser o URL canônico, porque não há outro URL. Saiba mais sobre os URLs canônicos na nossa Central de Ajuda.

  • URLs alternativos: são os URLs do conteúdo alternativo do recurso de conteúdo principal.

    Normalmente, você especificará URLs alternativos quando tiver vários formulários de URL para o mesmo conteúdo, como páginas AMP ou conteúdo traduzido do original. Quando esses URLs são vinculados, nossos sistemas conseguem consolidar mais facilmente a classificação de conteúdo semelhante e exibir o recurso certo para o usuário, como uma página AMP para um usuário de dispositivo móvel.

Para mais informações, saiba como associar seus recursos on-line.

Criar um sitemap simples

O sitemap mais básico é uma lista de arquivos de texto dos seus URLs canônicos. É possível gerar a lista e hospedá-la no seu site. Você tem um URL por linha, por exemplo:

http://www.example.com/dogs/poodles/poodle1.html
http://www.example.com/dogs/poodles/poodle2.html

Os geradores de sitemap simplificam a criação de arquivos para seu site e estão disponíveis para muitos sistemas de gerenciamento de conteúdo, como o WordPress e Drupal. Os geradores de sitemap geralmente geram arquivos XML, que também são compatíveis.

Um sitemap baseado em texto só ajuda a descoberta de conteúdo. Ele não ajuda nossos sistemas a saber quando seu conteúdo foi atualizado porque não contém metadados adicionais, como a data de alteração ou uma lista de URLs alternativos. Indique qualquer conteúdo alternativo vinculando-o a partir da página canônica e verifique se as páginas alternativas redirecionam para o URL canônico, conforme descrito em Associar seus recursos on-line.

Saiba mais sobre sitemaps na Central de Ajuda do Search Console.

Criar um sitemap XML

Se quiser fornecer atualizações de informações sobre seus URLs e estabelecer relações entre eles e os URLs alternativos, talvez seja útil usar um sitemap XML, que pode listar URLs canônicos e alternativos em um arquivo e fornecer datas de modificação.

O exemplo a seguir mostra um sitemap XML simples com uma única entrada de página, que usa URLs canônicos e de AMP e estabelece uma data de modificação.

<?xml version="1.0" encoding="utf-8"?>
<urlset xmlns="http://www.sitemaps.org/schemas/sitemap/0.9">
  <url>
    <loc>http://example.com/dogs/poodles/poodle1.html</loc>
    <xhtml:link rel="amphtml" href="http://example.com/dogs/poodles/poodle1.amp.html"/>
    <lastmod>2016-01-13T18:30:02Z</lastmod>
  </url>
</urlset>

O carimbo de data/hora da sua data deve estar no formato W3C Datetime (em inglês). Esse formato permite omitir a parte da hora, se quiser, e usar AAAA-MM-DD.

Diretrizes do sitemap

Recomendamos que você use texto simples ou XML como formatos para seu sitemap. Além disso, um arquivo de Sitemap não pode conter mais de 50.000 URLs nem ter mais de 50 MB não compactado. Por isso, divida um grande número de URLs em vários arquivos.

Veja a lista completa das diretrizes do sitemap em Criar e enviar um sitemap na Central de Ajuda do Search Console.