Entender como páginas AMP aparecem nos resultados da pesquisa

A Pesquisa Google indexa as páginas AMP para fornecer uma experiência rápida e confiável na Web. Quando uma página AMP está disponível, ela pode ser exibida na pesquisa para dispositivos móveis como parte de pesquisas aprimoradas e carrosséis. Embora a AMP não seja um fator de classificação, a velocidade é um fator de classificação para a Pesquisa Google. A Pesquisa Google aplica o mesmo padrão a todas as páginas, independentemente da tecnologia usada na criação. Para saber mais sobre os benefícios de usar as AMP, confira as Histórias de sucesso do Projeto AMP.

Na pesquisa para dispositivos móveis, o ícone de AMP ajuda o usuário a identificar rapidamente as páginas que são carregadas com rapidez e facilidade. Quando o usuário seleciona uma página AMP, a Pesquisa Google recupera a página do cache de AMP do Google, permitindo várias otimizações de carregamento que costumam fazer com que essas páginas sejam exibidas instantaneamente, como o pré-processamento. Atualmente, páginas AMP no computador não são exibidas com recursos avançados (como os carrosséis e o logotipo de AMP) e não são veiculadas a partir do cache de AMP do Google/visualizador de AMP. As páginas AMP canônicas se comportam como resultados padrão.

Exibição inicial nos resultados da Pesquisa

A tabela a seguir descreve como o conteúdo AMP pode aparecer nos resultados da Pesquisa Google. Para ajudar o Google a entender melhor a página, adicione dados estruturados a ela. É importante observar que o Google não garante que a adição de dados estruturados gerará uma pesquisa aprimorada nos resultados da Pesquisa. Para saber mais, consulte as Diretrizes gerais de dados estruturados.

Se você tiver páginas duplicadas com o mesmo conteúdo, coloque os mesmos dados estruturados em todas as cópias da página, não somente na canônica. Para mais informações sobre colocação, consulte as diretrizes gerais sobre dados estruturados.

Categorias de recursos da Pesquisa

Resultado básico: esta categoria descreve os resultados normais da Web, geralmente chamados de "links azuis".

Resultado básico de AMP nos resultados da Pesquisa

Carrossel de notícias principais: um contêiner que inclui artigos, vídeos e blogs ao vivo. Para ajudar o Google a entender melhor sua página, adicione dados estruturados a ela para um ou mais dos seguintes tipos de esquema (dependendo do tipo de conteúdo):

Carrossel de notícias principais nos resultados da Pesquisa

Carrossel de host: um contêiner para várias pesquisas aprimoradas do mesmo tipo no seu site. Para ajudar o Google a entender melhor sua página, adicione dados estruturados a ela para um ou mais dos seguintes tipos de esquema (dependendo do tipo de conteúdo):

Carrossel de host nos resultados da Pesquisa

Pesquisa aprimorada: um resultado que inclui estilo, imagens e outros recursos. Para ajudar o Google a entender melhor sua página, adicione dados estruturados a ela para um ou mais dos seguintes tipos de esquema (dependendo do tipo de conteúdo):

Pesquisa aprimorada nos resultados da Pesquisa

Histórias visuais: um formato de narrativa visual nos resultados da Pesquisa Google que envolve o usuário em uma experiência de tela cheia em que ele pode tocar. Para criar uma história em AMP, adicione o componente amp-story, siga as práticas recomendadas do Projeto AMP para histórias em AMP e adicione dados estruturados a um ou mais dos seguintes tipos de esquema (dependendo do tipo de conteúdo):

Para mais informações sobre o que são histórias em AMP, consulte Histórias AMP.

Histórias visuais nos resultados da Pesquisa

Após os usuários clicarem no conteúdo AMP

Quando os usuários clicam no conteúdo AMP na Pesquisa Google, ele pode ser exibido de duas maneiras:

  • Visualizador de AMP do Google: é a maneira padrão de armazenar em cache e veicular o conteúdo para otimizar a exibição e proporcionar uma experiência melhor para o usuário. Na parte superior do Visualizador de AMP, o domínio do conteúdo é exibido para que o usuário entenda quem o publicou.
  • Troca assinada: é uma tecnologia que permite ao navegador tratar um documento como pertencente à sua Origem.

Uma ilustração que compara como o conteúdo AMP pode ser exibido. A primeira imagem mostra o conteúdo AMP exibido no Visualizador de AMP do Google. As chamadas destacam o URL do Visualizador de AMP do Google e a barra de origem da AMP original. A segunda imagem mostra a navegação usando a troca assinada. As chamadas destacam o URL do site e mais espaço para o site.

Sobre o Visualizador de AMP do Google

O Visualizador de AMP do Google é um ambiente híbrido em que você pode coletar dados sobre o usuário. A coleta de dados feita pelo Google é regida pela Política de Privacidade do Google. Como editor de páginas AMP com conteúdo que é exibido no Visualizador de AMP do Google, a coleta de dados é regida pela sua Política de Privacidade. Você escolhe os comportamentos e as integrações de fornecedores na sua página AMP, por essa razão, a responsabilidade pelo cumprimento das obrigações de conformidade resultantes dessas escolhas é sua.

Sobre troca assinada

Uma troca assinada permite usar cookies primários para personalizar o conteúdo e avaliar a análise. A página é exibida no seu URL em vez de em google.com/amp. A Pesquisa Google prioriza a vinculação com conteúdo como troca assinada em vez de usar o Visualizador de AMP do Google nos navegadores compatíveis com a troca assinada. Para que os usuários vejam os resultados nesse formato, é necessário publicar conteúdo AMP como troca assinada, além do formato HTML para AMP normal. No momento, a troca assinada só é compatível com a pesquisa aprimorada e os resultados básicos da Pesquisa Google, e não com os carrosséis. Para saber mais sobre a configuração da troca assinada para páginas AMP, acesse Exibir AMP usando as trocas assinadas.