O SafeSearch e seu site

Muitos usuários preferem não ter conteúdo explícito nos resultados da pesquisa. Com os filtros do SafeSearch do Google, os usuários podem alterar a configuração do navegador para ajudar a filtrar conteúdo explícito nos resultados da pesquisa. Como proprietário, você pode auxiliar o Google a entender a natureza do seu site e do conteúdo exibido seguindo as etapas deste guia. Isso ajudará nossa equipe a aplicar os filtros do SafeSearch ao seu site.

Como o SafeSearch funciona

O SafeSearch foi projetado para filtrar resultados que levam a representações visuais de:

  • sexo explícito de qualquer tipo, incluindo pornografia;
  • nudez;
  • violência ou imagens sangrentas.

Por exemplo, o SafeSearch foi criado para filtrar páginas que contêm imagens ou vídeos que exibem seios ou órgãos genitais. A ferramenta também foi projetada para filtrar páginas com links, pop-ups ou anúncios que mostram ou direcionam o usuário para um conteúdo explícito.

Os sistemas automatizados do Google usam aprendizado de máquina e diversos indicadores para identificar conteúdo explícito, incluindo palavras em uma página da Web e em links.

Como determinar se o SafeSearch está filtrando seu site

Para determinar se a página está sendo identificada como explícita, faça uma pesquisa para que ela apareça na Pesquisa Google. Depois disso, ative o SafeSearch. Se sua página não for exibida nos resultados, provavelmente ela está sendo afetada pela filtragem do SafeSearch nesta consulta.

Para determinar se todo o site está sendo identificado como explícito, use o operador de pesquisa site: com o SafeSearch ativado. Caso não encontre o site nos resultados, isso significa que o Google está filtrando suas páginas quando o SafeSearch está ativado.

Como otimizar seu site para o SafeSearch

As ações a seguir ajudam você a identificar páginas explícitas no seu site. Isso ajuda a garantir que os usuários encontrem os resultados que querem ou esperam ver e não se surpreendam depois de acessarem os sites mostrados nos resultados da pesquisa. Além disso, os métodos a seguir podem ajudar nossos sistemas a reconhecer que todo o seu site não é explícito por natureza caso suas páginas também exibam páginas não explícitas.

Adicionar metadados a páginas com conteúdo explícito

Um dos melhores indicadores usados pelos sistemas para identificar páginas com conteúdo explícito é quando os editores marcam a seguinte metatag nas páginas (ou a indicam nos cabeçalhos):

<meta name="rating" content="adult" />

Recomendamos adicionar essa tag a qualquer página com conteúdo explícito. Além disso, essa é a única medida que você precisará tomar se o site tiver uma quantidade relativamente pequena de conteúdo explícito. Por exemplo, se você tiver algumas páginas com conteúdo explícito em um site que contém várias centenas de páginas, marcar essas páginas geralmente é o suficiente, e não há a necessidade de agrupar páginas em um subdomínio.

Agrupar páginas explícitas em um local específico

Caso seu site tenha uma quantidade significativa de conteúdo explícito e não explícito, também recomendamos agrupar as páginas explícitas separadamente das não explícitas, além de adicionar metadados.

Por exemplo, todas as páginas explícitas podem ser colocadas em um domínio ou subdomínio específico:

https://explicit.example.com/page.html
https://explicit.example.com/image.jpg
https://explicit.example.com/video.mp4

Também é possível agrupar todas as páginas explícitas em um diretório separado:

https://example.com/explicit/page.html
https://example.com/explicit/image.jpg
https://example.com/explicit/video.mp4

Se você não agrupar as páginas separadamente, nossos sistemas poderão determinar que todo o site é de natureza explícita e filtrar o site todo quando o SafeSearch estiver ativado, mesmo que parte dele não seja explícito.

Permitir que o Google busque seus arquivos de conteúdo em vídeo

Permitir que o Googlebot busque arquivos de vídeo possibilita que o Google entenda o conteúdo do vídeo e ofereça uma experiência melhor para os usuários que não queiram ou não esperem ver resultados explícitos.

Essa opção também é usada para ajudar a identificar possíveis violações da nossa política contra abuso e exploração sexual infantil. O Google pode limitar ou impedir a descoberta de páginas com conteúdo explícito quando o arquivo de vídeo incorporado não puder ser buscado e nossos sistemas automatizados indicarem que a página possa conter material de abuso sexual infantil ou outras mídias proibidas pelas políticas. Saiba mais sobre nossas ferramentas de segurança de conteúdo e o compromisso do Google com o combate à exploração e ao abuso sexual infantil.

Resolver problemas

Caso você tenha feito as mudanças sugeridas aqui e o site ainda seja sinalizado incorretamente como explícito, considere o seguinte:

  • Se tiver feito as alterações recentemente, nossos classificadores talvez precisem de mais tempo para processar as atualizações. Isso pode levar de dois a três meses.
  • Se você estiver desfocando imagens explícitas, a página ainda poderá ser considerada explícita caso o desfoque possa ser removido ou direcione o usuário a uma imagem sem desfoque.
  • Se a página apresentar nudez por qualquer motivo (mesmo que seja para ilustrar um procedimento médico), a intenção não negará a natureza explícita do conteúdo.
  • Seu site poderá ser considerado explícito se incluir conteúdo explícito gerado pelo usuário ou se esse conteúdo tiver sido injetado por hackers usando palavras-chave com cloaking ou outras técnicas.
  • As páginas explícitas não estão qualificadas para alguns recursos de pesquisa, como rich snippets, trechos em destaque ou visualizações de vídeo. Saiba mais sobre as políticas do recurso de pesquisa.

Caso você acredite que seu site tenha sido categorizado incorretamente pelo SafeSearch dois a três meses após seguir as orientações para otimizar seu site, informe a situação iniciando uma conversa no nosso fórum.