Referência do manifesto de visualização da comunidade

O manifesto dá informações sobre sua visualização e identifica o local dos recursos dela. Ele precisa utilizar o nome manifest.json e ficar no nível superior da pasta usada como seu Component ID.

É necessário definir os campos a seguir, a menos que estabelecido o contrário:

Nome do campo Tipo Descrição
name string Nome do pacote de visualização.
organization string Nome da organização ou do desenvolvedor.
description string Descrição do pacote de visualização.
logoUrl string Logotipo do pacote de visualização.
packageUrl string Link que os usuários podem acessar para saber mais sobre o pacote.
organizationUrl string Opcional: link que os usuários podem acessar para mais informações sobre a organização ou o desenvolvedor.
supportUrl string Link para a página ou e-mail de suporte da visualização.
privacyPolicyUrl string Opcional: link para a Política de Privacidade.
termsOfServiceUrl string Opcional: link para os Termos de Serviço.
devMode boolean Opcional: se o valor for "true", o armazenamento em cache será ignorado. O padrão é false. Saiba mais sobre esse tipo de armazenamento.
components Array(object) As visualizações incluídas no pacote. No momento, só é possível inserir uma visualização.
components[].id string Código do componente. Precisa ser uma string com algum valor e sem espaços.
components[].name string Nome da visualização.
components[].description string Descrição da visualização.
components[].iconUrl string Ícone da visualização.
components[].infoUrl string Opcional: link que os usuários podem acessar para mais informações sobre o componente.
components[].resource object Recursos da visualização.
components[].resource.js string Local do arquivo JavaScript da visualização no Google Cloud Storage. Por exemplo: gs://GCS_BUCKET_NAME/MY_VISUALIZATION.js.
components[].resource.config string Local do arquivo de configuração da visualização no Google Cloud Storage. Por exemplo: gs://GCS_BUCKET_NAME/MY_CONFIG.json.
components[].resource.css string Opcional: local do arquivo CSS da visualização no Google Cloud Storage. Por exemplo: gs://GCS_BUCKET_NAME/MY_CSS.css.

Exemplo de arquivo do manifesto manifest.json

{
      "name": "ABC Visualizations Package",
      "organization": "ABC Inc.",
      "description": "A package of cool visualizations.",
      "logoUrl": "https://url",
      "organizationUrl": "https://url",
      "supportUrl": "https://url",
      "privacyPolicyUrl": "https://url",
      "termsOfServiceUrl": "https://url",
      "packageUrl": "https://url",
      "devMode": false,
      "components": [
        {
          "id": "treemap",
          "name": "Treemap",
          "description": "Zoomable treemap with filter interactions",
          "iconUrl": "https://url.png",
          "infoUrl": "https://url",
          "resource": {
            "js": "gs://myViz-bucket-treemap/viz.js",
            "config": "gs://myViz-bucket-treemap/viz-config.json",
            "css": "gs://myViz-bucket-treemap/viz.css"
          }
        },
        {
          "id": "histogram",
          "name": "Histogram",
          "description": "Histogram with filter interactions",
          "iconUrl": "https://url.png",
          "resource": {
            "js": "gs://myViz-bucket-histogram/viz.js",
            "config": "gs://myViz-bucket-histogram/viz-config.json",
            "css": "gs://myViz-bucket-histogram/viz.css"
          }
        }
      ]
    }