Importar e exportar dados

Como desenvolvedor do App Maker, você é capaz de importar dados do Planilhas Google para o Cloud SQL e exportá-los do Cloud SQL para o Planilhas Google.

Os modelos de tabelas do Google Drive estão obsoletos, e não é mais possível importar dados para eles. No entanto, ainda é possível exportar dados desses modelos.

Importar dados

Os dados podem ser importados de uma das seguintes maneiras:

  • Importar os dados de uma única página selecionada para um modelo selecionado em uma implantação selecionada.
  • Importar todos os dados de uma planilha para todos os modelos em uma implantação selecionada, preservando quaisquer relações.

O App Maker importa todos os dados da página ou planilha selecionada, dependendo das configurações de importação. É possível adicionar dados a um modelo ou atualizar dados atuais durante uma importação, mas não adicionar e atualizar dados ao mesmo tempo. Se você precisar de um controle mais preciso dos dados a importar, use scripts de servidor.

Requisitos de importação

Antes de importar dados, confira a seguir os requisitos para acesso a aplicativos e de formato de dados. É possível verificar os dados manualmente antes de importá-los ou tentar importá-los. Se o App Maker encontrar problemas durante a validação de dados, será preciso resolvê-los e tentar novamente.

Requisitos para importação de dados
Acesso
  • Acesso ao aplicativo App Maker: você precisa ser o autor do aplicativo ou ele precisa ser compartilhado com você com acesso Pode editar.
  • Acesso à implantação: é preciso publicar seu aplicativo em uma implantação.
  • Acesso à planilha: você precisa ser proprietário da planilha ou ela precisa ser compartilhada com você com qualquer nível de acesso.
Quantidade de dados Os dados são limitados pela primeira das seguintes condições que for atendida:
  • Os dados de origem no Planilhas Google não podem exceder 5.000.000 de células.
  • A operação de importação precisa durar menos de 30 minutos.

Para importar mais dados, é possível:

  • importar dados em lotes menores, por exemplo, criar lotes de dados que contenham apenas 500.000 células;
  • usar scripts do servidor e importar os dados de uma origem diferente, como um arquivo CSV ou um banco de dados. O limite de 30 minutos ainda se aplica;
  • usar os recursos de importação integrados do Cloud SQL.
Colunas
  • Números e nomes de colunas: o App Maker espera uma coluna de dados para cada campo no modelo. A primeira linha de cada coluna precisa conter o nome da coluna. Os nomes das colunas precisam ter a mesma capitalização.
  • Chaves: se os registros incluem chaves, elas precisam estar na primeira coluna, e a coluna precisa ser denominada _key(primary-key-id). O App Maker armazena a chave com o registro. Para registros com relações, o App Maker usa a chave para associar o registro aos correspondentes em outros modelos. Para mais informações sobre relações e chaves, consulte "Representar relações no Planilhas Google".
  • Colunas extras que não estão no modelo, mas contêm dados: a página não pode ter colunas extras que contenham dados. Colunas em branco são aceitáveis.
  • Colunas ausentes: não recomendamos colunas ausentes. É mais difícil adicionar dados posteriormente, e é preciso usar scripts de servidor.
  • Ordem das colunas: exceto pela coluna de chave, a ordem das colunas não importa.
  • Campos obrigatórios: se uma coluna corresponder a um campo obrigatório no modelo, todas as células precisarão conter dados, mesmo se um valor padrão for definido. Os valores padrão não são aplicados ao importar os campos obrigatórios, e as células vazias fazem com que a validação de dados falhe. Esses valores padrão são aplicados ao importar campos não obrigatórios.
Linhas O App Maker importa dados da página, da segunda linha até a última linha que contém dados. As linhas vazias são importadas como registros vazios.

Observação: se houver campos obrigatórios no modelo, mas a página contiver linhas vazias, a validação de dados falhará.

Formatos de dados As células referentes a qualquer um dos tipos de dados a seguir podem estar vazias. Uma célula vazia é interpretada como nula para os campos "String", "Número" e "Data" e como false para campos booleanos. Observação: se um campo for obrigatório, a célula não poderá estar vazia ou a validação de dados falhará.
  • Strings podem conter qualquer valor.
  • Números precisam conter apenas dígitos, com ou sem um ponto decimal (.). É possível usar um formato numérico que contenha um ponto decimal, o formato Automatic ou o formato Plain text.
  • Valores booleanos precisam ser true ou false e não diferenciam maiúsculas de minúsculas.
  • Data, hora e fuso horário precisam estar em conformidade com a ISO 8601, por exemplo:
    • 2017-09-01T10:42:42.123-03:00
    • 2017-09-01T10:42:42.123-0300
    • 2017-09-01T10:42:42-03:00
    • 2017-09-01T10:42:42Z
    • 2017-09-01T10:42:42
    • 2017-09-01

    Se os dados de hora forem importados sem especificar um fuso horário, o App Maker usará a configuração de fuso horário do aplicativo.

Relações Para mais detalhes, consulte "Representar relações no Planilhas Google".

Como os dados são importados

O App Maker cria um registro no modelo para cada linha importada ou atualiza um registro atual caso isso tenha sido especificado para a importação.

Registros com valores _key ou _key(primary-key-id) são processados da seguinte maneira:

  • Se houver um registro com a chave e a opção atualizar dados estiver selecionada, o registro será atualizado.
  • Se não existir um registro com a chave e atualizar dados atuais estiver selecionado, o registro não será adicionado.
  • Se não existir um registro com a chave e atualizar dados atuais não estiver selecionado, um registro será criado com essa chave.
  • Para modelos do Cloud SQL com uma única chave primária (como a coluna denominada _key(id) no exemplo a seguir), a coluna _key tem a prioridade mais alta. Se o valor _key estiver vazio, o valor de _key(id) será usado como chave primária. Exemplo:

    Captura de tela de uma tabela com as seguintes características. A tabela tem três colunas: _key, _key(id) e URL. A tabela tem três linhas: google.com, gmail.com e youtube.com.

    O App Maker processa os valores de chave da seguinte forma:

    • google.com: não tem um valor de _key. Portanto, o App Maker usa a chave primária.
    • gmail.com: tem um valor de _key e uma chave primária. O valor de _key substitui a chave primária.
    • youtube.com: tem um valor de _key. Portanto, o App Maker usa esse valor.

Durante uma operação de importação, os usuários que já estão usando o aplicativo talvez não vejam os dados importados. A visibilidade dos dados importados depende de como o aplicativo é escrito e das ações dos usuários. Os usuários verão os dados quando recarregarem a página do navegador em que o aplicativo está sendo executado.

Importar dados do Planilhas Google

  1. (Opcional) Verifique se os dados na planilha atendem aos requisitos de dados.
  2. No App Maker, abra o aplicativo para o qual você quer importar dados.
  3. No painel de navegação, clique em qualquer modelo.
  4. No canto superior esquerdo, clique em Importar dados da planilha.
  5. Na lista suspensa Implantação publicada, selecione a implantação para importar dados.
  6. Escolha um tipo de importação:
    • Para importar todos os dados de uma planilha em todos os modelos, selecione Dados de todos os modelos e relações.
    • Para importar dados de uma única página em um modelo, selecione Dados de um único modelo.
  7. Se você selecionou Dados de um único modelo, clique na lista suspensa Modelo e selecione o modelo para importar dados.
  8. Clique em Selecionar, selecione a planilha da qual você quer importar dados e clique em Selecionar novamente.
  9. Se você selecionou Dados de um único modelo, clique na lista suspensa Página e selecione aquela que contém os dados a serem importados.
  10. Escolha opções para atualizar ou adicionar dados:

    1. Para atualizar os dados do modelo atual com as informações importadas, clique em Avançado e selecione Dados já existem? Atualizar dados.

      • Os registros precisam ter valores de chave, _key ou _key(primary-key-id). O App Maker usa os valores de chave para correlacionar os dados importados com os atuais. Os dados atuais são atualizados.
      • Novos dados não são adicionados quando a opção Dados já existem? Atualizar dados estiver selecionado.
    2. Para adicionar dados a um modelo, não selecione Dados já existem? Atualizar dados. Se você tiver selecionado Dados de todos os modelos e relações, poderá excluir todos os dados atuais antes de adicionar novos dados. Clique em Avançado e selecione Excluir todos os dados atuais antes de importar.

      • Se os novos dados não tiverem valores de chave, novos registros serão adicionados e valores de chave serão criados para eles. Se você importar os mesmos dados novamente sem excluir os dados atuais, os registros serão adicionados novamente com novas chaves. Os dados do modelo conterão registros duplicados com chaves diferentes.
      • Se os dados importados tiverem valores de chave, esses valores não poderão corresponder aos dos registros atuais, a menos que você exclua os dados atuais. A operação de importação falhará porque dois registros não podem ter a mesma chave.
  11. Clique em Importar.

    O App Maker validará os dados de origem em relação aos requisitos de dados. Se a validação for bem-sucedida, o App Maker importará os dados.

    Enquanto as operações de validação e importação estão em andamento, é possível trabalhar em outras páginas no editor do App Maker. Mensagens de status da importação aparecerão na parte inferior da interface do usuário do App Maker.

  12. Se o App Maker relatar erros, corrija-os na planilha e clique em Importar.

  13. Quando o App Maker relatar que a importação foi bem-sucedida, clique em Concluído.

Exportar dados

É possível exportar dados de modelos individuais ou todos os dados de um aplicativo, incluindo quaisquer relações. O App Maker exporta todos os dados nos modelos selecionados na implantação selecionada. Se você precisar de um controle mais preciso sobre quais dados exportar, use scripts de servidor.

O App Maker não valida dados na exportação. Os critérios de validação de modelo aplicam-se apenas à entrada de dados na interface do usuário do aplicativo e à importação de dados.

Requisitos de exportação

Antes de exportar dados, confira a seguir os requisitos para acesso a aplicativos e de formato de dados.

Requisitos para exportar dados
Acesso
  • Acesso ao aplicativo App Maker: você precisa ser o autor do aplicativo ou ele precisa ser compartilhado com você com o acesso Pode editar ou Pode visualizar.
  • Acesso à implantação: é preciso publicar seu aplicativo em uma implantação.
  • Acesso à planilha: você será o proprietário da planilha, porque o App Maker a cria no seu Google Drive.
Quantidade de dados Os dados são limitados pela primeira das seguintes condições que for atendida:
  • Os dados de origem não excedem 5.000.000 de células.
  • A operação de exportação é inferior a 30 minutos.

Para exportar mais dados, é possível:

  • usar scripts do servidor e exportar os dados para um destino diferente, por exemplo, para um arquivo CSV ou um banco de dados. O limite de 30 minutos ainda se aplica;
  • usar os recursos integrados de exportação do Cloud SQL.

Como os dados são exportados

O App Maker cria uma planilha no Planilhas com as seguintes características:

Exportar dados para o Planilhas Google

  1. No App Maker, abra o aplicativo.
  2. Clique em Configurações Implantações.
  3. Ao lado da implantação com os dados a serem exportados, clique na seta para baixo e, em seguida, em Exportar dados.
  4. Escolha uma opção de exportação:

    • Para exportar todos os dados para uma planilha, selecione Todos os dados de modelos e relações.
    • Para exportar dados de um ou mais modelos para uma planilha, selecione Dados dos modelos selecionados.
  5. Clique em Exportar.

Representar relações no Planilhas Google

A maneira como você representa as relações no Planilhas Google depende se a relação é de um para um, de muitos para um ou de muitos para muitos.

Relações de um para um e muitos para um

Na planilha de um modelo que usa relações de um para um ou de muitos para um, as últimas colunas são nomeadas para os fins da relação. Os valores da coluna são os nomes das chaves primárias dos registros associados nos modelos.

No exemplo a seguir:

  • O modelo CompanyRating rastreia os dados de classificação da empresa.
  • O modelo Company rastreia informações sobre a empresa, incluindo dados de classificação compilados.
  • O modelo CompanyRating tem uma relação de muitos para um entre "Ratings" e "Company".
  • A última coluna na página CompanyRating é denominada "Company" para fins da relação. Ela contém os nomes das chaves primárias das empresas associadas a cada classificação.

Relações de muitos para muitos

As relações de muitos para muitos são listadas em uma página separada denominada relation-name (start-model-name - end-model-name). Essa página contém duas colunas, uma para cada modelo na relação. As linhas listam pares de chaves locais para todas as associações. Se um registro não tiver associações, ele não será incluído na página.

No exemplo a seguir:

  • A página Company lista três empresas e a página Region lista quatro regiões.
  • A página Companies - CompanyRegions (Company - Region) contém os dados da relação. "Companies - CompanyRegions" é o nome da relação.
  • A relação de muitos para muitos é representada com duas colunas, "Company" e "CompanyRegions", uma para cada modelo na relação. Os valores são nomes de chaves primárias dos modelos finais de relação.
  • Os dados de relação mostram que a empresa Vendor 3 tem associações com duas regiões, e a região North America tem associações com duas empresas.

Para continuar explorando como as relações de modelo são exportadas, use o modelo de classificação de fornecedores. Implante o aplicativo e adicione alguns dados a ele. Em seguida, exporte os dados e olhe a planilha.

Operações simultâneas de importação e exportação

Embora uma operação de importação ou exportação por vez sempre funcione, o App Maker permite que você e todos os outros desenvolvedores executem as seguintes operações simultâneas para o aplicativo:

  • É possível executar simultaneamente exportações de dados de qualquer tipo para qualquer implantação.
  • É possível importar dados simultaneamente para diferentes implantações.
  • Enquanto você importa todos os modelos e relações para uma implantação, não é possível executar simultaneamente nenhum outro tipo de importação de dados para a mesma implantação.
  • Enquanto você importa dados para um modelo único, é possível importar dados simultaneamente para outro modelo. No entanto, não é possível importar dados simultaneamente para o mesmo modelo.